A situação foi relatada pelos coordenadores de dois bairros afetados por esta doença, que as autoridades suspeitam tratar-se de febre amarela.

“Já perguntámos a alguns técnicos de saúde do município de Cacuaco, a única resposta que nos estão a dar é que deve ser febre amarela e esses últimos dias os postos médicos estão abarrotados e as crianças estão a morrer todos os dias”, disse Manuel Cavaia, coordenador do Bairro dos Pescadores, em declarações à rádio pública de Angola.

Manuel Cavaia reforçou que o bairro está a registar “muitos óbitos” devido a esta doença.

Por sua vez, o coordenador do Bairro Emanuel, João Pascoal, 80 por cento da zona, vizinha do Bairro dos Pescadores, está a registar casos dessa doença.

“Oitenta por cento [dos moradores] do Bairro Emanuel estão a passar por esta enfermidade, que já está a criar uma preocupação para a coordenação deste bairro e queremos transmitir isso para que as entidades revejam a saúde pública do nosso município, para que possam agir”, disse João Pascoal, igualmente em declarações à emissora estatal angolana.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.