Uma dieta rica em fibras, obtidas sobretudo a partir da ingestão de frutas, leguminosas e cereais integrais, é essencial na prevenção de doenças cardiovasculares e do aparelho digestivo, confirma a Organização Mundial da Saúde num relatório publicado na revista médica "The Lancet".

Comer ou não comer massa? 10 motivos saudáveis para fazê-lo
Comer ou não comer massa? 10 motivos saudáveis para fazê-lo
Ver artigo

O estudo, que analisou 185 pesquisas e 58 ensaios clínicos, frisa que 25 a 29 gramas de fibra diárias (as pessoas tendem a comer menos de 20) reduzem em 15 a 30% a incidência e mortalidade associada a doenças cardiovasculares ou patologias do aparelho digestivo como o cancro colorretal.

Segundo o estudo, registou-se ainda uma diminuição de 16 a 24% da incidência de outras doenças como a diabetes tipo 2.

"Aqui temos provas muito fortes de que uma dieta rica em fibra, que para a maioria das pessoas tenderá a ser alta em hidratos de carbono, tem um efeito protetor enorme num vasto leque de doenças, incluindo a diabetes, doenças cardiovasculares e cancro, ou seja, há benefícios numa dieta alta em hidratos de carbono", comenta Jim Mann, professor universitário e investigador da Universidade de Otago, citado pelo "The Guardian".

Mann acrescenta que "os alimentos que exigem mastigar e que mantém boa parte da sua estrutura no intestino aumentam a saciedade e ajudam a controlar o peso", ou seja, ajudam a produzir efeitos frequentemente associados às dietas com baixos níveis de hidratos de carbono.

Estes 15 alimentos parecem saudáveis mas não são
Estes 15 alimentos parecem saudáveis mas não são
Ver artigo

Segundo o estudo, a substituição de uma alimentação pobre em fibras por uma dieta rica em alimentos fibrosos pode evitar cerca de 13 mortes e 6 casos de doença cardíaca em cada 1000 pessoas.

As fibras são tipos de hidratos de carnono encontrados em alimentos como frutas, verduras, legumes, leguminosas, cereais, nozes e sementes.

As dietas low carb, ou seja, pobre em hidratos de carbono, tendem a ser insuficientes neste tipo de substâncias. A ingestão de fibras influencia a forma como o intestino delgado absorve as gorduras, preservando a sensação de saciedade e contribuindo para o controlo de peso.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.