A iniciativa é da Operação Nariz Vermelho, uma Instituição Particular de Solidariedade Social que promove semanalmente visitas de “Doutores Palhaços” às enfermarias pediátricas de 13 hospitais do país. Pretende sensibilizar a população escolar para esse trabalho e também angariar fundos.

Hoje, além das 300 escolas, o chamado Dia do Nariz Vermelho é assinalado com uma “invasão” de “Doutores Palhaços” numa estação do metropolitano em Lisboa (Marquês de Pombal).

O objetivo é sempre o mesmo, sensibilizar para o trabalho dos palhaços e angariar donativos, que, em comunicado, a associação considera “fundamentais para garantir a continuidade “ do trabalho.

“Porque estar doente não tem graça nenhuma, recordamos que os donativos permitirão que os Doutores Palhaços continuem a receitar alegria e sorrisos a mais de 40.000 crianças hospitalizadas anualmente”, diz Magda Ferro, da Operação Nariz Vermelho.

Este ano, diz ainda a organização, cada escola vai receber um jogo que tem como objetivo ensinar sobre a importância da solidariedade social.

No ano passado o Dia do Nariz Vermelho permitiu angariar 115.000 euros em donativos, o que garantiu a visita semanal de uma dupla de “Doutores Palhaços” a quatro hospitais durante um ano. A edição do ano passado teve a participação de 220 escolas, envolvendo mais de 90.000 alunos.

A Operação Nariz Vermelho foi criada em 2002 e tem atualmente uma equipa de 22 “doutores palhaços”, artistas profissionais que trabalham em colaboração com as autoridades de saúde e que fazem atuações adaptadas a cada criança e situação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.