"Acho muito sensata, pois se todo o país está neste momento a fazer um esforço de confinamento reforçado, a Igreja Católica acompanha o esforço de todo o país", declarou Marcelo Rebelo de Sousa, em resposta aos jornalistas, em Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto.

O chefe de Estado e candidato presidencial, que falava no final de uma visita às instalações do grupo do setor automóvel Salvador Caetano, foi também questionado sobre um eventual encerramento de fronteiras na União Europeia, um assunto que disse estar "a ser discutido a nível europeu", mas sobre o qual não quis tomar posição.

"Vamos ver o que é que se passa no futuro próximo", observou Marcelo Rebelo de Sousa, referindo que a "variante britânica" do novo coronavírus "está a crescer em toda a Europa" e que "há muitos países que começam a pensar outra vez em, durante um período de tempo, reintroduzir limites na circulação das pessoas".

Questionado sobre qual é a sua posição, respondeu: "Eu não tenho posição sobre a matéria, porque é uma posição que tem de ser tomada a nível europeu. Naturalmente que Portugal, sim, tem a posição de acompanhar tudo o está a ser discutido a nível europeu, e com especial preocupação, porque Portugal é na Europa dos países mais afetados pelo crescimento da variante britânica".

Em Portugal, já morreram 9.686 doentes com covid-19 e foram contabilizados até agora mais de 595 mil casos de infeção, de acordo com a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.