"Na sequência da situação verificada com dois ex-reclusos, que chegaram a Ponta Delgada provenientes de Lisboa e que foram autorizados pelo delegado de Saúde de Ponta Delgada a deslocar-se ao concelho da Ribeira Grande, em incumprimento do confinamento obrigatório em unidade hoteleira a que tinham de estar sujeitos, a secretária regional da Saúde exonerou, com efeitos imediatos, o referido delegado de Saúde, Eduardo Cunha Vaz", diz uma nota do governo açoriano.

Para este cargo, e com efeitos a partir de hoje, foi nomeada Larisa Shogenova, médica assistente de Saúde Pública na Unidade de Saúde da ilha de São de Miguel desde 2018, indica o comunicado da Secretaria Regional da Saúde.

Na mesma nota, a Autoridade de Saúde Regional reitera que, quanto "a outros dois ex-reclusos que testaram positivo para covid-19, estes saíram do Estabelecimento Prisional de Angra do Heroísmo (Terceira) e foram diretamente para o Aeroporto das Lajes para seguir para Ponta Delgada", na ilha de São Miguel.

"Chegados ao Aeroporto de Ponta Delgada, foram diretamente para a unidade hoteleira designada, em viatura indicada para esse efeito, onde foram testados e permanecem, desde essa altura, em confinamento obrigatório", explica o Governo dos Açores.

Este, acrescenta, foi "o único percurso efetuado pelos dois ex-reclusos desde o momento em que deixaram o Estabelecimento Prisional de Angra do Heroísmo até ao momento em que deram entrada na referida unidade hoteleira em Ponta Delgada".

A informação de que os dois reclusos que testaram positivo não saíram da unidade hoteleira tinha sido já adiantada na noite passada.

Horas antes, a Autoridade Regional de Saúde chegou a assumir um “erro de comunicação” que teria permitido que ambos tivessem ido até ao concelho da Ribeira Grande visitar as famílias, antes de se saber que estavam infetados. Contudo, esclareceu-se entretanto que foram outros dois reclusos a fazer esta deslocação.

Desde o início do surto foram confirmados 131 casos de covid-19 nos Açores, 109 dos quais ativos, tendo ocorrido 15 recuperações (seis na Terceira, quatro em São Miguel, quatro em São Jorge e uma no Pico) e sete mortes (em São Miguel).

A ilha de São Miguel é a que regista mais casos até ao momento (93), seguindo-se Terceira (11), Pico (10), São Jorge (sete), Faial (cinco) e Graciosa (cinco).

A nível global, segundo um balanço da AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 176 mil mortos e infetou mais de 2,5 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.