Os serviços sanitários também notificaram mais 205 mortes atribuídas à pandemia desde sexta-feira, passando o total de óbitos para 79.100.

A incidência acumulada (contágios) continuou hoje a baixar, passando de 189 (segunda-feira) para 181 casos diagnosticados por cada 100.000 habitantes nos 14 dias anteriores.

As comunidades autónomas com os níveis mais elevados são as do País Basco (388), Madrid (292), Aragão (280) e Navarra (261).

Nas últimas 24 horas, deram entrada nos hospitais de todo o país 789 pessoas com a doença (612 na segunda-feira), das quais 216 em Madrid, 136 na Catalunha e 120 na Andaluzia.

Por outro lado, desceu para 8.106 o número de hospitalizados com covid-19 (8.531), o que corresponde a 6,5% das camas, dos quais 2.038 pacientes estão em unidades de cuidados intensivos (2.134), o que corresponde a 20,5% das camas desses serviços.

Segundo um relatório publicado hoje pela Agência Espanhola de Medicamentos e Produtos de Saúde (AEMPS), um total de 14.290.507 doses de vacinas covid-19 foram administradas até agora em Espanha, tendo sido notificados 17.297 eventos adversos, o que representa 0,12%, dos quais 3.171 foram graves.

As dez ocorrências adversas mais frequentes relacionam-se com febre, dores de cabeça, dores musculares, dores na área da vacinação, mal-estar, náuseas, calafrios ou fadiga.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.306.037 mortos no mundo, resultantes de mais de 158,8 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.