De acordo com o Ministério da Saúde austríaco, a pressão hospitalar continua a crescer no país alpino, onde atualmente estão 1.370 pessoas internadas, 81 a mais do que na quinta-feira, e, destas, 280 estão em cuidados intensivos, 15 a mais que na quinta-feira.

A incidência cumulativa em 07 dias já é de 313 casos por 100.000 habitantes, num país que está na cauda do ‘ranking’ de taxa de vacinação da Europa Ocidental, com apenas 62% da população com as doses completas, número que quase não se alterou nas últimas semanas.

Perante esta situação, o Governo austríaco já começou a aplicar medidas para tentar controlar o alto índice de infeções, passando a exigir, a partir de segunda-feira, o certificado de vacinação ou exame negativo recente em todos os locais de trabalho com mais de um funcionário.

Na região da Estíria, como acontecia em Viena desde setembro, será necessário, a partir do próximo mês, estar vacinado ou já ter sido curado de covid-19 para ter acesso a locais de diversão noturna e eventos com mais de 500 pessoas.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.