Em resposta escrita enviada à agência Lusa, o gabinete de comunicação do Hospital Pedro Hispano, que pertence à Unidade de Saúde Local de Matosinhos (ULSM), afirmou que a atividade cirúrgica está “já a aproximar-se da atividade normal”.

“Na próxima semana, o Hospital Pedro Hispano estará já a funcionar a 75% da sua capacidade total [cirúrgica], com um aumento do número de cirurgias já agendadas”, afirmou, acrescentando que, neste momento, a capacidade ronda os 50% a 60%.

De uma média de 220 cirurgias realizadas por semana, o hospital passou para uma média de 160 devido à “necessidade de reorganização de algumas áreas de internamento para a resposta à covid-19”, nomeadamente as que implicassem internamento pós-cirúrgico na Unidade de Cuidados Intensivos.

“O Hospital Pedro Hispano nunca parou a atividade cirúrgica programada, apenas diminuiu o número de cirurgias agendadas, assegurando que a necessidade de suspender ou adiar estas intervenções para alocar recursos humanos e físicos à resposta à covid-19 não agravasse a condição clínica do doente ou condicionasse o prognóstico da doença”, assegurou o gabinete de comunicação.

Nos últimos meses, o Hospital Pedro Hispano manteve a atividade assistencial programada de forma presencial, incluindo a realização de exames de diagnóstico, tratamentos e consultas.

“Antes de qualquer tratamento, exame, cirurgia ou internamento, os doentes são testados para a covid-19, o que permitiu a segurança destes procedimentos, evitando o seu cancelamento”, acrescentou.

Neste momento, naquela unidade hospitalar estão internados 44 doentes com covid-19, 28 dos quais em enfermaria, sete em Unidades de Cuidados Intermédios e nove em Cuidados Intensivos.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.441.926 mortos no mundo, resultantes de mais de 110,2 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 15.754 pessoas dos 792.829 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.