Dos novos casos, 46 foram notificados em Luanda, 20 em Benguela, 20 em Cabinda, 17 no Cunene, 17 no Mochico, oito no Huambo, três no Cuando Cubando e um no Lunda Sul, afirmou Lutucuta na atualização dos dados relativos à covid-19.

A doença foi diagnosticada a 85 pessoas do sexo masculino e a 48 do sexo feminino, com idades entre 1 mês e 80 anos.

A ministra angolana assinalou que foi também registada a morte de um homem, de 22 anos, em Luanda, com covid-19.

Segundo Sílvia Lutucuta foram consideradas recuperadas da doença mais 55 pessoas.

No total, desde a deteção dos primeiros casos no país, em 21 de março, Angola registou um total de 14.267 casos de covid-19, incluindo 334 óbitos e 7.117 recuperações.

Atualmente há registo de 6.816 casos ativos, estando oito em estado crítico, 11 em estado grave e 189 em estado moderado.

Os laboratórios angolanos processaram 3.155 amostras nas últimas 24 horas, totalizando 208.129 desde o início da pandemia.

Durante o dia de hoje o ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, anunciou que o Governo angolano prolongou a situação de calamidade pública no país por mais 30 dias, mantendo-se as atuais regras em vigor.

O novo período começa na segunda-feira e prolonga-se até 23 de dezembro, “havendo sempre possibilidade de haver revisão das medidas”, que poderá ir “no sentido de reforçar ou aliviar dependendo da evolução epidemiológica”, destacou Adão de Almeida.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.360.914 mortos resultantes de mais de 56,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em África, há 48.682 mortos confirmados em mais de dois milhões de infetados em 55 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia no continente.

Angola regista 334 óbitos e 14.267 casos, seguindo-se Moçambique (121 mortos e 14.877 casos), Cabo Verde (104 mortos e 10.082 casos), Guiné Equatorial (85 mortos e 5.121 casos), Guiné-Bissau (43 mortos e 2.421 casos) e São Tomé e Príncipe (17 mortos e 967 casos).

A doença é transmitida por um coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.