De acordo com aquela entidade, entre os nove casos, sete registaram-se em São Miguel, um na Terceira e outro no Pico, e há ainda a registar uma recuperação em São Miguel.

A Autoridade de Saúde Regional adiantou também que, “após investigação epidemiológica realizada até ao momento, encontram-se identificadas na ilha de São Miguel cinco cadeias de transmissão local, envolvendo um total de 19 casos positivos ativos”.

Três dos diagnósticos de hoje em São Miguel são um casal, de 37 e 44 anos, ambos “contactos próximos de alto risco, em contexto laboral, de um caso positivo já anteriormente diagnosticado”, e o filho de 3 anos da mulher.

A criança “frequentou desde 15 de setembro um jardim de infância e ATL, pelo que a Autoridade de Saúde Concelhia determinou o isolamento profilático das crianças pertencentes às mesmas turmas para aprofundamento da investigação epidemiológica e contenção de possível disseminação e propagação do vírus”.

Segundo avança o jornal Açoriano Oriental, o aluno frequenta a Escola da Vitória, em Ponta Delgada e, além da turma, estão também em isolamento profilático dois assistentes e uma educadora.

Outro dos casos é de um homem, de 36 anos, “contacto próximo de alto risco de um caso positivo identificado a bordo de uma aeronave, que, pese embora os testes negativos obtidos desde a sua identificação como contacto próximo, após o cumprimento do período de 14 dias de isolamento profilático, foi diagnosticado com covid-19 através de teste de despiste realizado no término do referido período de isolamento”.

Ainda em São Miguel, foi detetada a doença num homem, de 31 anos, “que desembarcou na região proveniente de ligação aérea com o continente europeu, que no teste de despiste ao vírus SARS-CoV-2 realizado à chegada obteve resultado positivo, tendo, contudo, apresentado documentação comprovativa de prévia infeção e respetiva recuperação no país de origem”, informa o comunicado diário da Autoridade de Saúde Regional.

Há ainda dois homens de 31 e 51 anos, que vieram do continente e testaram positivo para infeção pelo novo coronavírus à chegada à região.

Na Terceira, foi diagnosticado um homem de 24 anos, “proveniente de ligação aérea com o continente europeu”, que testou positivo ao sexto dia de permanência na região, uma situação semelhante à do Pico, onde foi detetado o caso de um homem de 23, que veio do continente e também testou positivo ao sexto dia.

Registou-se, ainda, a recuperação de um homem de 30 anos em São Miguel.

Desde o início do surto, registaram-se na região 273 casos de infeção pelo novo coronavírus.

Neste momento, 52 mantêm-se ativos, sendo 40 em São Miguel, oito na Terceira, três no Pico e um na Graciosa.

Houve 16 mortes relacionadas com a covid-19, todas em São Miguel, 174 recuperações e as restantes pessoas regressaram ao seu destino de origem.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 961.531 mortos e mais de 31,1 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.920 pessoas dos 69.200 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.