O que difere um coronavírus de um vírus?

A designação Coronavírus apenas se refere à família de vírus a que pertence este agente. A diferença reside no sua estrutura física que aparenta ter uma coroa, quando observado ao microscópio.

 - Como é que surgem? Como são transmitidos para e entre humanos?

Esta grande família de vírus foi inicialmente descoberta nos anos 60, tendo surgido de uma mutação genética de uma forma que infetava alpacas. Ao longo dos tempos, novas mutações têm dado origem a novos vírus, nomeadamente novos Coronavírus.

Ainda não está claro a forma como este novo Coronavírus se transmite. No entanto, como esta família de vírus habitualmente origina infeções respiratórias, a maioria de leve ou moderada gravidade, a forma de transmissão habitual é através de gotículas respiratórias através da tosse e dos espirros ou por contacto próximo com pessoas doentes ou superfícies infetadas.

É de ressalvar também que os dados disponíveis apontam que este vírus transmite-se de uma forma menos intensa que o vírus da gripe.

Gustavo Tato Borges, Médico especialista em Saúde Pública e Vice-presidente da ANMSP
Gustavo Tato Borges, Médico especialista em Saúde Pública e Vice-presidente da ANMSP créditos: Direitos Reservados

 - Quais são os principais sintomas? É fácil confundi-los com outras doenças?

Os sintomas associados à infeção por este novo Coronavírus são semelhantes a outras infecções respiratórias, ou seja, tosse, febre e dificuldade respiratória. Desta forma é fácil confundir com uma gripe ou outra infeção respiratória habitual.

Neste momento, o principal dado clínico para despistar a pneumonia causada por este novo Coronavírus é ter estado na região chinesa onde foi detetado os novos casos ou ter tido contacto direto com um caso de doença confirmado.

O desenvolvimento de uma vacina contra este Coronavírus é muito importante porque permitirá ter uma arma terapêutica para combater este agente, à semelhança de outras vacinas

 - Quais são os principais grupos de risco deste coronavírus?

Apesar de ainda não existir nenhuma definição oficial dos grupos de risco, tratando-se de uma infeção respiratória, as pessoas com mais risco de poderem contrair esta nova doença são as pessoas com doenças respiratórias crónicas, com doenças ou que tomam medicação que diminuem as suas defesas ou profissionais de saúde.

 - Quando tempo será necessário para desenvolver uma vacina? É útil ter uma vacina? Porquê?

O tempo necessário para desenvolver uma vacina é variável. Existem vários passos metodológicos no desenvolvimento de uma vacina que condicionam o desenvolvimento de uma vacina. E, além destes, todas as novas vacinas são sujeitas a testes de segurança, biodisponibilidade e eficácia rigorosos, antes de poderem ser disponibilizadas para a população.

Mas o desenvolvimento de uma vacina contra este Coronavírus é muito importante porque permitirá ter uma arma terapêutica para combater este agente, à semelhança de outras vacinas. Apresentando, de uma forma segura, os antigénios do vírus (os marcadores característicos do agente) ao nosso organismo, permitirá criar as defesas específicas para combater este microorganismo.

 - Quais são os critérios para que a Organização Mundial de Saúde (OMS) determine uma emergência global de saúde pública?

A OMS pode determinar que um evento seja classificado uma emergência global de saúde pública se considerar tratar-se dum evento extraordinário, sério, repentino, fora do habitual ou inesperado, que possa causar risco para outro países através da disseminação internacional da doença e que necessite duma resposta internacional coordenada imediata.

No entanto, esta decisão é considerada uma chamada para a ação e uma medida de último recurso.

- Não sua opinião, enquanto médico de Saúde Pública, por que motivo a OMS não decretou emergência global de saúde pública?

De acordo com o último relatório emitido, não houve consenso entre os peritos para essa determinação. Provavelmente analisaram o potencial de transmissibilidade pessoa a pessoa, as medidas de resposta e contenção implementadas pela China, entre outros aspetos, e consideraram que a resposta colocada em campo é adequada.

A cronologia da expansão do surto em imagens

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.