A Associação Portuguesa de Arritmologia, Pacing e Electrofisiologia (APAPE) vai promover, a partir de 2012, um ciclo de sessões inéditas intituladas “Conversas com Ritmo”, de forma a debater temas relacionados com a arritmologia.

A primeira sessão irá realizar-se no âmbito da reunião científica “Arritmias 2012”, que decorre entre os dias 10 e 11 de Fevereiro no Tróia Design Hotel, e vai contar com a presença do economista Pedro Pita Barros e de Adalberto Campos Fernandes, professor da Escola Nacional de Saúde Pública.

“Estas sessões vão ter um carácter inovador e dinâmico, pois teremos a possibilidade de debater temas relacionados com os custos e a economia de saúde no âmbito da arritmologia, permitindo o diálogo entre todos os participantes”, sublinha Carlos Morais, presidente da APAPE.

Uma arritmia é uma perturbação do ritmo dos batimentos cardíacos e pode ter consequências fatais, quando não tratada. Os sintomas de alerta são as palpitações, fadiga, vertigens, tonturas, transpiração irregular, enfraquecimento, falta de ar, dor de peito e ansiedade. A falta de informação é um dos principais factores que pode levar à morte inesperada, repentina e não acidental, conhecida como morte súbita.

As doenças cardiovasculares são uma das principais causas de morte em Portugal e uma parte significativa delas é por arritmias cardíacas.

A Associação Portuguesa de Arritmologia, Pacing e Electrofisiologia é uma Associação Especializada da Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC) criada em 1999, resultante da fusão da Associação Portuguesa de Pacing Cardíaco com o Grupo de Estudo de Electrocardiologia da SPC.

12 de janeiro de 2012

@SAPO

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.