As 26 empresas que em 2011 se comprometeram a não publicitar alimentos e bebidas sem recomendações nutricionais, cujo publico-alvo são crianças até aos 12 anos, cumpriram os objetivos traçados, revela um relatório.

As conclusões resultam do primeiro relatório de monitorização dos ‘Compromissos do Sector Alimentar em Portugal’, uma iniciativa promovida pela Associação Portuguesa de Anunciantes (APAN) e pela Federação das Indústrias Agro-Alimentares (FIPA) em 2009, a que a agência Lusa teve acesso.

O compromisso assumido pelas 26 empresas do setor alimentar passa por não apresentar “publicidade a géneros alimentícios dirigida a crianças menores de 12 anos através da televisão, publicações e Internet, excetuando-se os produtos que preencham critérios nutricionais que tenham por base evidências científicas aceites e/ou recomendações nutricionais, nacionais ou internacionais aplicáveis”.

Abstêm-se igualmente de “efetuar comunicação comercial relacionada com produtos alimentares em escolas do primeiro ciclo, exceto quando especificamente solicitada ou acordada com a escola, e se destinar a fins educativos”.

De acordo com a análise efetuada a 31.400 ‘spots’ publicitários das empresas signatárias, que representaram em 2011 cerca de 60 por cento da totalidade do investimento publicitário a alimentos e bebidas em Portugal, a taxa de cumprimento na televisão, na imprensa e na Internet foi total, conclui o relatório.

“Na televisão, a representatividade total da taxa de cumprimento foi de 99,2 por cento, na imprensa foi de 100 por cento e na Internet foi de 100 por cento”, revela o documento.

Foram analisados 17 canais de televisão, cinco revistas para crianças e 16 sites na internet.
Os ‘Compromissos do Setor Alimentar’ são uma iniciativa voluntária onde os signatários se comprometem a alterar a forma como comunicam com crianças menores de 12 anos.

Este compromisso segue o ‘EU Pledge’, uma iniciativa europeia com os mesmos objetivos, lançada em 2007 com o contributo dos signatários para a ‘European Union Platform for Action and Diet, Phisical Activity and Health’, um fórum estabelecido pelo Comissário Europeu Markos Kyprianou (anterior Comissário Europeu para a Saúde e Assuntos de Consumo) em 2005, como forma de encorajar as partes envolvidas a desenvolver iniciativas que promovam estilos de vida saudáveis no contexto europeu.

O relatório de monitorização foi desenvolvido pela Accenture e pelo Instituto Politécnico de Castelo Branco que avaliaram o cumprimento dos compromissos assumidos pelas 26 empresas signatárias na vertente publicitária nos diferentes órgãos de comunicação social.

14 de maio de 2012

@Lusa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.