O óleo de melaleuca ou óleo da árvore do chá, extraído da espécie nativa da Austrália, é comummente aplicado em borbulhas e picadas de insecto, avança o site brasileiro Terra – Vida e Saúde
A equipa da University of Western Austrália, que testou o produto em ratinhos, observou o encolhimento do cancro em apenas um dia, e a sua eliminação em três.

Ao contrário de outros métodos de tratamento, que podem causar náuseas, por exemplo, o óleo de melaleuca produziria somente uma leve irritação na pele.

A líder do estudo, Sara Greay, disse ao jornal inglês Daily Mail que espera encontrar financiamento para um ensaio clínico pequeno, com cerca de 50 pessoas com lesões pré-cancerosas, com o objectivo de prevenir o desenvolvimento da patologia. A publicação online Cancer Chemotherapy Pharmacology divulgou os resultados do estudo de três anos.

O cancro da pele não melanoma é o mais frequente no Brasil. Segundo o Instituto Nacional de Câncer do Brasil (Inca), são estimados 113.850 novos casos para 2010.

Entre os tumores de pele, o não melanoma é o de maior incidência e de mais baixa mortalidade. Os sintomas listados pelo Inca são feridas na pele cuja cicatrização demore mais de quatro semanas, variação na cor de sinais pré-existentes, manchas que dão comichão, ardem, descamam ou sangram.

Como prevenção, o Inca recomenda evitar a exposição ao sol das 10:00 às 16:00 e aplicar na pele produtos com factor de protecção solar 15 ou mais, além do uso de chapéus e óculos escuros.

Fonte: Portal de Oncologia Português

2010-07-12

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.