O CAO, que irá ser instalado na vila de Moscavide, resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal de Loures (distrito de Lisboa), que cedeu o terreno, e a associação CREACIL - Cooperativa de Reabilitação, Educação e Animação, cujo objetivo é garantir as respostas adequadas às necessidades das pessoas com deficiências.

Em declarações à agência Lusa, a vereadora com o pelouro da Ação Social, Maria Eugénia Coelho, destacou o facto de se tratar do primeiro CAO do concelho, sublinhando que era um equipamento "essencial" para Loures.

"É um dia de muita alegria porque era incompreensível que em pleno século XXI não dispuséssemos de um equipamento desta natureza. Sabemos que existe uma centena de jovens que frequenta instituições noutros concelhos e outros tantos que são obrigados a ficar em casa", apontou a autarca.

Nesse sentido, Maria Eugénia Coelho congratulou-se com o facto de o novo CAO vir dar resposta a 30 jovens adultos com deficiência. "Este é o pontapé de saída e existem mais projetos para a criação de outros CAO. Esperemos que a Segurança Social faça o seu trabalho", atestou.

Segundo adiantou a autarca, além da CREACIL, também as associações Pomba da Paz, Luís Pereira da Mota e Casa do Gaiato tencionam abrir centros de atividades ocupacionais no concelho.

Veja ainda: 15 doenças que ainda não têm cura

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.