Na operação, refere a ASAE num comunicado enviado à Lusa, "verificou-se que o operador económico procedia ao armazenamento e à venda por grosso de produtos alimentares de origem animal (produtos cárneos, produtos da pesca, produtos lácteos e bacalhau) sujeitos a temperatura controlada, sem a existência do Número de Controlo Veterinário (NCV), atribuído pela Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV)".

Segundo aquela autoridade, aquela situação imputada ao grossista daquele concelho do distrito do Porto constitui "a infração de um pré-requisito para que se mostrem cumpridas as normas de segurança alimentar e as disposições legais dos regulamentos europeus aplicáveis".

Além da suspensão da atividade em causa aplicada ao operador económico, foi instaurado um processo de contraordenação.

Os produtos apreendidos têm um valor aproximado de 125 mil euros, acrescenta-se no comunicado.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.