1 de julho de 2013 - 21h27
O Parlamento Europeu vai atualizar a lista de substâncias prioritárias que podem representar risco para o meio aquático, com vista a assegurar a melhor qualidade das águas de superfície. A proposta, já acordada com os governos nacionais, cria uma nova lista de substâncias sob vigilância da UE, na qual se incluem três substâncias farmacêuticas.
A proposta adiciona 12 produtos químicos à lista de 33 poluentes monitorizados e controlados em águas de superfície da UE.
O texto estabelece uma nova "lista de vigilância", concebida para monitorizar substâncias que possam suscitar preocupação, como poluentes emergentes e três substâncias farmacêuticas que são utilizadas em analgésicos e em preparações hormonais (a hormona natural 17?-Estradiol e a hormona sintética 17?-Etinilestradiol, ambas com propriedades de desregulação endócrinas, e a substância Diclofenac não-esteróide anti-inflamatória).
O novo mecanismo visa determinar se, no futuro, estas substâncias devem ser incluídas na lista de substâncias prioritárias da UE.
SAPO Saúde

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.