"Os homens que vivem ou que tenham viajado para uma área onde a transmissão do Zika esteja ativa e que tenham uma parceira grávida devem abster-se de atividades sexuais ou usar preservativo de maneira consistente e correta durante o sexo (oral, vaginal ou anal) durante todo o período da gravidez", lê-se no boletim médico emitido pelo CDC.

"As mulheres grávidas devem informar os seus médicos ou profissionais de saúde sobre potenciais exposições dos seus parceiros ao mosquito e sobre o seu histórico de doenças com sintomas semelhantes aos do Zika", escreve ainda o mesmo documento.

Leia também10 coisas que precisa de saber sobre o vírus Zika

O CDC avisa ainda que homens que vivam ou tenham passado pelas áreas de risco devem abster-se sexualmente ou usar preservativo. "Depois da infeção, o vírus Zika permanece no sémen quando já não é detetado no sangue", alerta a referida agência oficial de saúde.

Segundo o CDC, as informações sobre a possível transmissão sexual do Zika são baseadas em informações de três casos. O mais recente aconteceu no Estado do Texas, nos Estados Unidos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.