Os estados-membros da Organização Mundial da Saúde querem reconhecer em 2021 "a dedicação e o sacrifício de milhões de profissionais de saúde e cuidadores na linha da frente da pandemia da covid-19" e o seu "papel essencial na garantia da saúde e da prosperidade".

Esta decisão "aponta uma direção clara sobre o consenso e as ações necessárias para os profissionais de saúde e dos cuidados. A OMS apela a todos os seus estados-membros, instituições financeiras internacionais, iniciativas de saúde globais e parceiros para investirem na prontidão dos seus trabalhadores e educação para gerir a pandemia, manter os serviuços de saúde e preparar a vacina da covid-19", afirmou o diretor do Departamento do Trabalho da OMS, Jim Campbell.

Os estados-membros da Assembleia apelaram ainda ao reforço da aplicação do código global sobre o recrutamento internacional do pessoal de saúde, reconhecendo o aumento da migração de trabalhadores da área da saúde.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.