O Shiatsu é uma terapia milenar oriental encontrando as suas raízes originais na China, passando pela Coreia e finalmente ao Japão de onde se propagou para o resto do mundo.
Os seus caracteres “Shi” e “atsu” significam literalmente “pressão com os dedos”. Mas vão mais além do sentido literal, transmitindo também a relação entre as nossas mãos que se estendem para receber e para o trabalho e á terra que nos dá o seu corpo como apoio. E assim, descansados e fortes, podemos oferecer a ajuda das nossas mãos.

Esta técnica baseia-se nos princípios da medicina oriental, considerando o ser humano como um sistema completo, no qual se processa um constante movimento de energias através dos canais denominados “meridianos”.

Quando por variados motivos, tais como: má alimentação, emoções negativas, stress, etc., a energia estagna nesses canais, surgem as doenças. O Shiatsu tal como a acupunctura procura restabelecer o fluxo de energia de modo a equilibrar a saúde de novo.

A terapia é realizada no chão (em cima de um colchão adequado) e por cima da roupa do paciente, durando cerca de 1 hora. A pressão é realizada pelos polegares, mãos, cotovelos, joelhos e pés do terapeuta de um modo profundo e lento ao contrário da massagem convencional que é vigorosa e com movimentos mais rápidos.

Nos dias de hoje em que quase todas as pessoas são atingidas pelo grande mal do século XXI chamado stress, derivado da dificuldade de reagir positivamente aos desejos da vida e para o qual não existe vacina, mas sim uma mudança de consciência e de hábitos a vários níveis, o Shiatsu é uma ajuda valiosa neste processo de mudança. Permite-nos entrar em contacto com tensões acumuladas no corpo que revelam emoções reprimidas e consoante a sua localização são um índice de desequilíbrios dos órgãos, mesmo numa fase inicial em que ainda não se evidenciam sintomas de doença.

Sem dúvida que não se pretende substituir um diagnóstico médico, apenas alertar para as mudanças de comportamento e inclusivamente para a necessidade de fazer exames médicos.

Saiba mais na próxima página

A vida agitada, pouco descanso, má alimentação, problemas familiares, profissionais e económicos criam muita fadiga e tensão muscular que consequentemente dificulta a circulação sanguínea e linfática e os tecidos ao receberem menos nutrientes e até de pior qualidade entram num processo de degeneração mais rápido que o natural.

O Shiatsu traz benefícios a vários níveis:

- Torna os músculos mais flexíveis pelos alongamentos realizados sem esforço;
- Melhora os movimentos articulares

- Previne a deformação óssea e artrite

- Ajuda a corrigir problemas de coluna derivados de posturas incorrectas

- Diminui a ansiedade, fadiga e insónias

- Estimula o bom humor e a alegria

- Cria uma agradável sensação de paz interior

- Diminui transtornos menstruais

- Alivia dores de cabeça, enxaquecas

- Melhora o funcionamento intestinal

Embora sendo muito benéfico existem algumas precauções a ter em conta e por isso deve ser evitado nas seguintes situações:

- Pessoas que estejam muito debilitadas fisicamente

- Gripe, febre

- Doenças contagiosas

- Doenças de pele

- Zonas fracturadas ou queimadas

- Durante a gravidez

- Doenças oncológicas

O Shiatsu leva-nos numa viagem ao interior de nós memos, ao auto-conhecimento e á consciência do nosso corpo. O terapeuta de Shiatsu tem como missão cuidar do corpo e confortar a alma do paciente. O Shiatsu não é apenas uma terapia, é um modo de vida, que liga terapeuta e paciente numa Única Energia.

Isabel Costa

Naturologista e Palestrante

www.alquimiaalimentar.com

isacosta@netcabo.pt

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.