A avaliação da composição corporal refere-se ao estudo dos diferentes componentes químicos do corpo humano. A sua análise detalhada permite a quantificação de grande variedade de componentes corporais, tais como: a água, as proteínas, as gorduras, o glicogénio, os minerais, entre outros.

Objetivos da avaliação da composição corporal

  • Monitorizar o crescimento, desenvolvimento, maturação e alterações da composição corporal ao longo da idade.
  • Identificar possíveis distúrbios de saúde associados a valores baixos ou elevados de gordura corporal;
  • Identificar possíveis distúrbios associados à acumulação regional de gordura, particularmente a que se encontra na zona abdominal;
  • Conhecer os riscos para a saúde, associados a níveis reduzidos e exagerados de gordura corporal;
  • Auxiliar na prescrição de exercício físico;

Métodos de avaliação da composição corporal

Os métodos de avaliação da composição corporal podem ser agrupados em três níveis: diretos, indiretos e duplamente indiretos.

Os mais utilizados são os duplamente indiretos, dos quais fazem parte a bioimpedância, a condutividade elétrica corporal total e a antropometria. Estes são os mais económicos, rápidos e de fácil aplicação, apesar de não serem tão fiáveis como os indiretos.

Normalidade, subnutrição e obesidade

A normalidade baseia-se na comparação dos valores individuais de gordura corporal (massa corporal total, ou índice de massa corporal – IMC) com os valores médios da população de referência.

A subnutrição aparece quando existe uma deficiência de nutrientes essenciais no organismo.

A obesidade corresponde a qualquer valor percentual de gordura que exceda a média prevista para cada idade e género, em mais de 5%.

 Tabela Percentual de Gordura 
 HomemMulher
Muito Magro≤ 5%≤ 8%
Magro6% - 14%9% - 22%
Aceitável15%23%
Gordo 16% - 24%24% - 31%
Obeso≥ 25%≥32%

Na página seguinte: Classificação da Obesidade de acordo com o Índice de Massa Corporal (IMC)

Classificação da Obesidade de acordo com o Índice de Massa Corporal (IMC)

ClassificaçãoIMC (kg/m2)Risco de Morbilidade
Baixa Massa Corporal< 18.5Baixo
Massa Corporal Normal18.5 – 24.9Médio
Excesso de Massa Corporal25.0 – 29.9Aumentado
Obesidade I30.0 – 34.9Moderado
Obesidade II35.0 – 39.9Grave
Obesidade III≥ 40Muito grave

Perímetro Abdominal (PA)

Mulheres:                                                               Homens:

< 80 cm (Perímetro adequado)                              < 94 cm (Perímetro adequado)

80 – 88 cm (Risco aumentado)                              94 – 102 cm (Risco aumentado)

> 88 cm (Risco muito aumentado)                        > 102 cm (Risco muito aumentado)

Distribuição da gordura corporal

O padrão de distribuição de gordura tem origem em fatores como a idade, o dimorfismo sexual, o tipo morfológico e a idade de desenvolvimento da obesidade. A maior parte dos trabalhos desenvolvidos nesta área baseiam-se na comparação da quantidade de gordura subcutânea localizada no tronco e nas extremidades ou na comparação do quociente perímetro da cintura/perímetro da anca. Quando este quociente é elevado significa que há maior quantidade de gordura na região central (distribuição androide) e quando é baixo, a concentração de gordura é maior nas extremidades (distribuição ginóide).

Partindo da informação que obtemos através da avaliação da composição corporal pode ser desenvolvido um planeamento individual de treino e nutrição de modo a manter ou melhorar a condição atual em prol da saúde e do bem-estar.

Ana Nascimento

Personal Trainer Holmes Place Miraflores

Bibliografia:
SOARES VIEIRA, M.J; JANUÁRIO FRAGOSO, M.I.; Morfologia e Crescimento; Faculdade de Motricidade Humana, Serviço de Edições, fevereiro de 2000.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.