A dez euros a dose Valença promete dar a saborear a famosa lampreia do Rio Minho, tida como a melhor do mundo.

Pescadas artesanalmente no rio Minho, pelos pescadores das comunidades piscatórias, sobretudo, de São Pedro da Torre e Cristelo-Côvo, as mil lampreias para consumo no decorrer do Festival Gastronómico estão já em tanques da Associação Sabores do Rio Minho. A técnica de “apurar” a lampreia em tanques de água corrente é antiquíssima e conhecida por “bater a lampreia”. O processo faz a lampreia apurar a sua carne, enrijecendo-a, o que permite, aquando da sua confeção, pratos de excelência.

Lampreia à bordalesa, arroz de lampreia, fumada/grelhada, assada no forno, recheada ou o prato dos cinco sabores, são as confeções que estarão à prova durante a iniciativa. Como prato alternativo os tradicionais rojões. Acompanham o caldo verde, bem como os bons vinhos verdes da região e as sobremesas típicas.

A iniciativa é da Câmara de Valença, Junta de São Pedro da Torre e da Associação Sabores do Rio Minho.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.