Segundo António Quaresma, director do MNP, a padaria que vencer o prémio entregará o valor monetário a uma instituição de solidariedade social, prestigiando assim a empresa escolhida.

O MNP, a Administração Regional de Saúde (ARSC) e a Fundação Portuguesa para a Cardiologia (FPC) preparam em conjunto o regulamento para o concurso.

Políbio Silva, presidente da FPC, referiu que desde que surgiu o Pão São no mercado, as padarias reduziram o teor de sal no pão para valores abaixo do que a lei obriga. Na região da Guarda, por exemplo, cerca de 1.000 padarias utilizam quantidades de 0.9 gramas por quilo, quando a lei exige a confeccionar o pão com o máximo de 1.4 gramas por quilo.

O presidente da FPC do Centro pretende avançar, em conjunto com a ARSC, para uma campanha de sensibilização junto das cantinas e dos restaurantes para que estes baixem o teor de sal nas sopas. Segundo Políbio Silva, o sal presente habitualmente numa sopa chega para as necessidades de um dia inteiro.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.