Portugal que foi a concurso com dezenas de referências competiu, naquele que se afirma como o maior fórum mundial de azeites, a par de países como Espanha, Itália, França, Estados Unidos, Grécia, Turquia e Japão. Contas feitas, 25 países apresentaram-se no Concurso Internacional de Azeite de Nova Iorque (NYIOOC), submetendo ao júri mais de 900 referências.

Uma competição este 2020 em moldes diferentes, dada a pandemia causada pela COVID-19.

No que respeita aos galardões de ouro, entre outros, foram premiados dois azeites da Casa de Santo Amaro (Premium e Grande Escolha). Também com duas medalhas de ouro, os azeites algarvios da Monterosa (Picual e Cobrançosa).

Os azeites Angélica e os Bare Superior e Carm Grande Escolha viram os seus produtos celebrados com medalha de ouro.

Ainda com o mais alto galardão, a Herdade do Esporão conquistou as preferências do júri reunido nos Estados Unidos, com Esporão Biológico Olival dos Arrifes.

Os azeites Colheita Madura, da Gallo, e Oliveira da Serra, Lagar do Marmelo¸levantam também a medalha de ouro.

Nas medalhas de prata, novamente a Casa de Santo Amaro com o seu azeite Prestige, assim como a Monterosa, que bisou com dois azeites, o Selection e o Maçanilha. Ainda duas medalhas de prata para os azeites Esporão Cordovil e Herdade do Esporção Seleção.

Os azeites Saloio, Vale de Arca Premium, Carm Premium e Magna Olea, integram também o grupo de galardoados com prata.

A lista completa de vencedores pode ser consultada aqui.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.