Henrique Fogaça, que em menos de uma semana, separou-se, caiu de mota e adoeceu, planeia abrir um restaurante em Portugal. "Já ando com essa ideia há algum tempo", confidencia o chef brasileiro. Em entrevista à edição de agosto da Saber Viver, o jurado da edição brasileira do programa de televisão "MasterChef", que tem estado hospitalizado, assume que a visita que fez em maio a Lisboa o levou a mudar de ideias.

"Primeiro, pensei em Nova Iorque ou em Miami, mas gostei do que vi por cá. Dos produtos, da segurança e da facilidade da língua", confessa o cozinheiro. "Fiquei impressionado com os frutos-do-mar. Este mar gelado traz muitas coisas boas para as mesas. O polvo, as cracas e os mexilhões são muito bons", elogia o chef, que antes de ser convidado a participar no evento Jantar do Ano nunca tinha vindo a Portugal.

"Até agora, para mim, a cozinha portuguesa era o pastel de Belém e o pastel de bacalhau", ironiza Henrique Fogaça, que, antes de se interessar pela cozinha, estudou arquitetura e administração e trabalhou num banco, num supermercado, numa imobiliária e até numa loja. "Sou hiperativo e intenso", justifica o chef. Durante a estadia em Portugal, além de Lisboa, passeou por Évora, como pode (re)ver de seguida.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.