Entre os nomes em exposição nesta colectiva a decorrer até finais de Outubro, na Galeria de Arte do Casino da Póvoa, destacam-se: António Joaquim, Cargaleiro, D. Anghel, Carybé, Catarina Pereira, Domingos Loureiro, Gabriel e Gilberto Colaço, Guilherme Faria, José de Guimarães, Maluda, Manuel Taraio, Júlio Pomar e Vieira da Silva.
A mostra reúne artistas já consagrados com jovens revelações, recém-licenciados das Faculdades de Belas Artes das Universidades do Porto e Lisboa, em início de carreira, mas já com provas dadas de qualidade e talento.
De referir entre a dezena e meia de artistas que expõem na galeria do Casino da Póvoa a presença de António Joaquim, um dos nossos maiores paisagistas contemporâneos; Cargaleiro, há poucos meses distinguido na Itália através da inauguração de um Museu, em Palermo, com o seu nome; Carybé o grande pintor brasileiro e ilustrador preferido de Jorge Amado; Manuel Taraio, autor que estudou em França, distinguido como colorista de inegável mérito; os jovens Daniela Anghel, artista de nacionalidade romena e que acaba de se licenciar na F.B.A.U.L.; os recém licenciados da Faculdade de Belas Artes do Porto, Catarina Pereira (de Paredes de Coura), Domingos Loureiro, de Valongo, que acaba de ganhar o 1º Prémio D. Fernando da Câmara de Sintra, os gêmeos Gabriel e Gilberto Colaço, que pintam “a quatro mãos”, assinando os dois cada um dos seus quadros.
Na obra gráfica, refiram-se as serigrafias sobre tela de José de Guimarães, uma novidade técnica, as litografias sobre seda com colagem da série dos “Tigres” de Júlio Pomar e as serigrafias de Vieira da Silva, Maluda, António Joaquim e Manuel Cargaleiro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.