Chefes de cozinha e amigos, Miguel Laffan e Miguel Gameiro, juntam-se para prestar uma homenagem ao Chefe Silva, um ícone do panorama gastronómico nacional, falecido em 2015. Foi durante um almoço descontraído no restaurante de Miguel Laffan, do InterContinental Cascais-Estoril, que os dois tiveram a ideia de preparar dois jantares a quatro mãos.

E rapidamente se seguiu a concretização, que irá acontecer a 23 de abril no restaurante Miguel Laffan at Atlântico, e no dia 30 de abril no restaurante Alegria, de Miguel Gameiro, no Casino do Estoril.

Em Cascais, dois jantares memoráveis vão recordar as receitas do Chefe Silva
Miguel Laffan.

Em conversa animada surgiu a ideia de homenagearem o Chefe Silva, figura carinhosamente recebida pelos portugueses que, durante décadas, acompanharam os programas de televisão conduzidos pelo cozinheiro.

Nos jantares de abril, Laffan e Gameiro vão reproduzir algumas das receitas originais do Chefe Silva, que compõem o menu de seis pratos – duas entradas, prato de peixe, prato de carne e duas sobremesas – que estará disponível, por 75,00 euros, com harmonização de vinhos, apenas por duas noites, nos restaurantes dos dois chefes. A reservas podem ser efectuadas pelo e-mail atlantico.estoril@ihg.com

No final da refeição, será também servida música, num concerto intimista de Miguel Gameiro, que fechará estes momentos de tributo ao chefe português.

António da Silva, o conhecido chefe de cozinha tornou-se mediático com a revista Teleculinária, da qual foi o fundador, e também pelos inúmeros programas televisivos em que participou na RTP.

Em Cascais, dois jantares memoráveis vão recordar as receitas do Chefe Silva
Miguel Gameiro.

Oriundo da Vila Termal de Caldelas, no concelho de Amares, mudou-se para Lisboa aos 18 anos onde trabalhou no atual Turim Suisso Atlântico Hotel e, depois, no Hotel Império.

Com 24 anos, viajou até Maputo onde se tornou chefe de cozinha do Hotel Girassol, do Hotel Xai-Xai e do restaurante do aeroporto local. De regresso a Lisboa, trabalhou no Hotel Avenida Palace e deu aulas na Obra das Mães e no Instituto Culinária Margarina Vaqueiro.

Após ter terminado o curso na Escola de Hotelaria de Lisboa com distinção, foi chefe do Grill do Hotel Altis e depois diretor de Produção da Eurest Portugal. Mais tarde inaugurou o restaurante Super Chefe, em Lisboa.

Em 1975 estreou-se na RTP. No seu programa de culinária, apresentava as receitas da revista Teleculinária, onde ocupou a posição de diretor técnico durante 30 anos.

Foi autor de diversos livros de culinária e agraciado com vários prémios e medalhas. Foi membro honorário de diversas confrarias gastronómicas nacionais e internacionais e fundador e presidente da Associação de Cozinheiros e Pasteleiros de Portugal. Foi também membro honorário da Academia do Bacalhau em Nova Jérsia.

Em 2004, foi homenageado pela Câmara Municipal de Amares com o descerramento de uma placa toponímica com o seu nome na Vila de Caldelas, sua terra natal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.