Há pouco mais de um ano a sempre buliçosa Rua da Escola Politécnica, em Lisboa, ganhava numa das suas transversais, a Rua de São Marçal, um novo cantinho de comeres sustentados nos produtos portugueses mas de olho e palato colocados na cozinha de travo internacional. Chamemos-lhe, neste caso, cosmopolita. Dois cariocas traziam das latitudes meridionais do Brasil para o ameno clima da capital portuguesa, a sua inspiração e dedicação.

Lisboa: No Zazah há arte, movida e cozinha que gosta de harmonias
Lisboa: No Zazah há arte, movida e cozinha que gosta de harmonias
Ver artigo

Moisés Franco e Sidnei Gonzalez para além de terem em comum a formação em direito adoravam Lisboa. Também nutriam paixão por arte e música. Acresce que Moisés juntava – e junta - a estes predicados a apetência pela cozinha. Todos estes ingredientes juntos resultaram em nome, Zazah e num conceito de restaurante que une todos os enunciados. É espaço expositivo de arte onde, das diversas peças em mostra, não escapa ao olho a enorme tela, um planisfério de fundo negro, traçando as rotas marítimas do passado. Zazah é, também, espaço de boa música e, fulcral, casa de comeres descontraídos e de partilha.

É inverno e a carta do restaurante Zazah aconchega as novidades aos sabores da estação
Tataki de Atum. créditos: @Zazah

Uma carta eclética que tanto serve uma refeição completa, como pode cair no goto de apetites mais petisqueiros.

Volvido um ano, amadurecido o projeto, Moisés continua a comandar o barco a partir da cozinha. Sidnei, sócio investidor, vive entre o Rio de Janeiro e Lisboa e o restaurante muda o elenco para os comeres de inverno.

zazah

Novidades que não ´obrigam` Moisés Franco a descurar nos incontornáveis da carta, como o Croquetes de Alheira (cinco unidades/10,00 euros), o Tataki de Atum, com o peixe fresco dos Açores braseado, mal passado, em fatias temperadas com molho teriyaki, sementes crocantes de sésamo e cebolinho (peça de 220 g/23,00 euros). Sem faltar ao encontro à mesa, o Puré Trufado, onde não falta o gostinho a queijo parmesão (7,50 euros).

zazah
Moisés Franco créditos: @Zazah

Acresce para estes meses mais frios, nas estreias, os Cones recheados com salmão fumado, creme de queijo e cebola, aromatizados com trufas negras (cinco unidades/11,50 euros), a Picanha maturada de carne bovina, finalizada com cebolada e flor de sal (peça de 220 g/18,00 euros), as “Lágrimas de Porco Preto”, o mesmo é dizer, tiras de porco com molho barbecue e orégãos (peça de 220 g/15,00 euros); Lombo de bacalhau à espanhola (peça de 230g/ 25,00 euros).

É inverno e a carta do restaurante Zazah aconchega as novidades aos sabores da estação

Para vontades menos cárneas, encontramos um Risoto de açafrão-curcuma, cenoura e pimentos vermelhos (12,00 euros).

Zazah

Rua de São Marçal, nº 111, Lisboa

Contacto: Tel. 211 344 468

Horário: Almoço - 12h30 às 15h30 (todos os dias). Jantar - Domingo a quarta-feira, das 19h00 às 00h00; de quinta-feira a sábado, das 19h00 à 1h00.

A rematar, porque sabe bem uma gulodice com sabor a casa, a novidade nas sobremesas recai numa baba de camelo com amendoins (6,00 euros) com direito a Mise-en-scèn, com generosas colheradas do creme servidas a partir de uma malga de barro. Fica bonito e dispõe-nos a gula para os finalmente. Ainda no que aos doces diz respeito, mantém-se inamovível nesta versão de inverno Zazah, as “Três Marias “, um trio de cones de brigadeiro de chocolate negro, finalizados com flor de sal (6,50 euros).

A não descurar, a garrafeira, com referências de várias regiões de Portugal e alguns rótulos franceses, italianos e espanhóis.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.