“Menina, este não é um projeto de rótulo. É um projeto de vinha!”. António Boal faz questão de frisar este ponto, aquando das despedidas do evento de apresentação do vinho Segredo 6 aos jornalistas, uma parceria com Fernando Costa, que além do vinho, deu também origem a uma empresa, a 2 CC. O vinho tem a assinatura do enólogo Paulo Nunes.

Estamos a falar de um projeto assente em vinhas velhas, mais especificamente em Mirandela, Trás-os-Montes. A aquisição de uma vinha de 3,5 hectares com mais de 65 anos, conhecida como vinha do Professor, deu o pontapé de saída. “É um gosto e é um momento particularmente emotivo para mim”, descreve Francisco Costa, que já tinha tido uma participação numa garrafeira no Porto, mas que acabou por abandonar devido à sua carreira enquanto futebolista.

“Tudo começou com uma brincadeira do António, que pegou num desejo meu e transformou o Alentejo em Trás-os-Montes”, disse ainda.

O desejo de Costinha e a brincadeira de António Boal vem de 2018, quando começaram a procurar uma vinha que cumprisse uma série de premissas, nomeadamente produzir um vinho de excelência, mas cujo protagonismo estivesse na vinha. E daí, advir um vinho de guarda, que possa ser trabalhado no futuro. Um “Romanée-Conti de Trás-os-Montes”, como aspira António Boal.

Paulo Nunes, conhecido como o alquimista das vinhas velhas, é o líder da equipa de enologia da Costa Boal, e o enólogo escolhido para acompanhar este projeto.

Da parceria entre António Boal e Costinha surgiu o Segredo 6, o vinho de Trás-os-Montes feito para guardar na garrafeira
António Boal, Francisco Costa e Paulo Nunes. créditos: Divulgação

“A compra da vinha permite-nos trabalhá-la da maneira que nós queremos. Há um maior controlo”, explica o enólogo, acrescentando que “não há só vinhas velhas boa. Por isso é que foi importante perceber todo o potencial daquela uva, antes da compra da parcela". O terroir desta vinha é xisto e quartzo.

O Segredo 6 – uma homenagem ao passado de Costinha enquanto jogador de futebol e à parceria dos sócios que só agora foi divulgada - é um vinho tinto, pensado em família e amigos. Foi disponibilizado num número limitado de garrafas e somente em grandes formatos. Esta colheita, de 2019, deu origem a 672 garrafas, disponíveis para aquisição no mercado. Neste número 600 unidades são magnum (1,5 litros), 66 de 5 litros e seis de 15 litros. Os preços, por garrafa, começam nos 600 euros. Os target são investidores e classe média alta, nacional e internacional.

Da parceria entre António Boal e Costinha surgiu o Segredo 6, o vinho de Trás-os-Montes feito para guardar na garrafeira
créditos: Divulgação

É composto pelas castas Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Amarela, Alicante Bouschet, entre outras. A vinificação começou na vinha - sem armação – e a maturação foi feita em barricas de carvalho francês, durante um período de 16 meses. Idealmente, deve ser servido à temperatura de 16ºC-18ºC.

Este é, no entanto, o início desta parceria. “Isto motiva-nos a todos em termos uma busca constante, sempre na expectativa do que vem a seguir”, concluiu Paulo Nunes. Na calha estará um vinho branco, de Trás-os-Montes ou de outra região, e a construção de uma adega em Mirandela.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.