1. Para fazer uma quinoa bem solta, que pode servir de base de um poké ou acompanhamento de qualquer prato, o truque é simples. “Começo com uma frigideira bem quente, agarro na quinoa e vai lá para dentro. Depois salteio porque desta forma o grão vai ganhar alguma força e não vai abrir completamente. Eu não trabalho com o dobro da quantidade de água. Se estou a fazer arroz ou quinoa trabalho com um copo e mais dois dedos, no máximo três. Desta forma fica sempre soltinho”, afirma.

2. Durante a cozedura devemos tapar a quinoa? “Enquanto o tacho está aberto, a água está a sair, e a certa altura percebemos que temos de reter a água porque senão vamos ter que adicionar mais. É aí que ponho a tampa, para ela abrir mais rápido”, explica a autora do blogue ‘Cru com Pinta’.

3. O sal é o primeiro condimento a ser colocado na quinoa, devendo utilizar-se sal marinho não refinado e purificado. “O sal coloca-se nos ingredientes no momento me que nós queremos que eles comecem a soltar os líquidos”, explica sobre isto que vai ajudar a misturar os diversos sabores que compõem a receita.

4. Uma boa forma de descascar o gengibre é com o auxílio de uma colher. Ao contrário da faca, isto vai evitar que se desperdice alimento e também é uma boa forma de controlar a quantidade, devendo ter como referência uma colher de café.

5. O gengibre deve ser guardado ao ar livre, uma vez que os sítios fechados vão fazer com que este fique seco ou ganhe bolor. “Eu trabalho muito com gengibre para puxar os sabores”, refere Inês.

6. A malagueta é uma boa forma de ativar sabores e, sem as sementes e cortada em fatias muito finas, pode ser incorporada numa receita sem ficar demasiado picante. “Num prato com molho, a malagueta quando é muito bem picada, ela dissolve, envolve e aromatiza”, elucida.

7. Para espremer o limão sem dificuldade, o truque é cortá-lo em quatro e retirar a barriga, também conhecida como a parte branca. “Corto-lhe sempre a barriga, de maneira que ele fique molinho sempre que espremo.”

8. O molho é a chave desta receita pois é ele que nos vai guiar no processo de confeção do poké e perceber “se estamos ou não a fazer um bom trabalho”. Se este estiver demasiado picante, o truque é adicionar mais azeite à mistura.

9. À semelhança de outras ervas aromáticas, a salsa pode ser utilizada inteira neste prato, incluindo folha e talo. “Os talos é onde está grande parte do sabor”, diz.

10. Na altura de escolher o abacaxi deve optar por um bem maduro, sendo que a casca deve ser cortada em movimentos circulares. “As cascas fazem águas aromatizadas maravilhosas”, refere sobre parte que pode ser reaproveitada.

11. Para além das sementes de sésamo salteadas na frigideira, que vão conferir um elemento crocante ao prato, o poké pode ser guarnecido com couve roxa. Um truque para que esta fique macia e fácil de mastigar passa por a amassar previamente em sal. “O calor das mãos e o sal faz com que se soltem os líquidos todos dos ingredientes”, frisa.

12. Uma boa maneira de evitar que o abacate escureça é utilizar limão e não retirar o caroço. “Mantendo o caroço ele sente-se perto da origem”, explica a coach de nutrição funcional referindo que se este estiver demasiado verde pode evolvê-lo em papel de jornal para que esteja pronto a consumir no dia seguinte.

13. À semelhança de qualquer peixe, o salmão deve ser comprado num sítio de máxima confiança e sempre fresco. “Aquilo que que sugiro é comprarem e, após chegarem a casa, cortarem da forma que querem e congelarem.”

14. Antes de cortar o salmão, o primeiro passo é ver se tem espinhas, seguindo-se a remoção da pele e do veio. “Agarram no peixe, vão com a faca até baixo mas não cortam a pele. A faca deve estar apontada para baixo, a raspar em cima da pele até ao fim”, refere. As fatias devem ter cerca de um centímetro e devem ser temperadas com um pouco de limão, sal e azeite.

15. Na altura de montar o wrap, a quantidade de recheio deve ser adequada à maleabilidade da folha de arroz. “Aconselho que percebam como é que está a folha: qual é a textura e o tamanho antes de começarem a enrolar porque senão esta vai-se romper,” remata.

Receita

Dicas para fazer uma poké bowl de salmão cheio de sabor? Siga as dicas de Inês Simas
créditos: Afonse Moreira Pires Photography

Poke Bowl de Salmão servido com finas fatias de abacate, pico de galo e abacaxi picante, quinoa, pickles de couve roxa gotas de creme de abacate em molho cítrico e crocante de sementes.

Quinoa

1 taça de quinoa

1 taça e 1/3 taça de água

Pitada de sal

1 c. sopa de azeite

Começe por colocar na panela o azeite, seguido da quinoa. Adicione o sal e envolva-os bem. De seguida adicione a água e deixe em lume baixo por 10 minutos com tampa. Reserve com a tampa por 15 minutos quando desligar o lume. Atenção: solte a quinoa apenas com um garfo.

Salmão

150 gr de lombo de salmão limpo

Sumo de 1/4 de limao

Pitada de sal

Limpe o salmão, retire a pele e as espinhas. Corte a peça em pedaços de 1 cm, rege com sumo de limão, adicione o sal e envolva subtilmente. Reserve.

Pickles de couve roxa

1/2 couve roxa Juliana

Pitada de sal

Corte a couve em fatias bem finas, solta e coloque numa taça. Adicione o sal e com a ajuda das mãos esprema bem a couve até que comece a soltar a água. Reserve.

Picadinho de abacaxi picante

1/2 abacaxi fatiado

4 rodelas de malagueta

1 c chá de gengibre ralado

7 folhas de hortelã

Sumo e raspas de 1 lima/limão

1 c sopa de azeite

Pitada de sal

Corte o abacaxi em pequenos cubos e coloque numa taça, adicione os restantes ingredientes picados/ralados, o sumo de limão, o azeite e o sal. Evolva bem e reserve.

Pico de galo

1 tomate picado

1/3 cebola roxa picada

1 c.sopa de aipo picado

3 rodelas de malagueta picada

1 c sopa de pepino picado

1 c chá de gengibre ralado

2 c sopa de azeite

Sumo de 1/2 limão

Pitada de Sal

Corte todos os ingredientes em cubos uniformes e coloque numa taça, adicione o sumo de limão, o azeite e o sal. Coloque na taça e envolva bem. Reserve.

Creme de abacate

1 abacate maduro

2 c sopa de azeite

Sumo de 1/2 lima

Sumo de 1/2 limão

3 rodelas de malagueta

1 c chá de gengibre ralado

Pitada de Sal

Coloque todos os ingredientes no copo do liquidificador e lige até obter a textura desejada. Retifique os temperos e reserve.

Abacate

1/2 abacate fatiado

1 c sopa de sumo de limão

Sal

Retire a casca, corte em fatias, regae com sumo de limão, adicione o sal e reserve.

Molho sésamo

3 c sopa de azeite v.e

1 c sopa de óleo sésamo

1 c sopa de sumo de limão

1 c sopa de molho de soja

1 c chá de gengibre ralado

Coloque todos os ingredientes no copo do liquidificar e ligue na velocidade máxima por 15 segundos. Reserve.

Para servir o POKE vai colocar tudo na taça. Primeiro a quinoa seguida dos restantes itens. Cada um lado a lado e no seu devido local. Ao centro deixe lugar para a couve roxa amassada/ativada, adicione as sementes sésamo tostadas e rege com o molho de sésamo.

Para servir o POKE WRAP vamos utilizar uma folha de arroz. Basta colocar por um minuto em água morna, retirar e colocar num prato vazio. De seguida coloque os ingredientes ao centro por camadas. Por fim, feche o wrap ajustando bem para que os ingredientes se juntem.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.