No que toca aos caracóis, tal como nas afeições futebolísticas, na praia predileta ou no ponto certo da sardinha assada, é inútil enveredar por grandes discussões. “Gosta-se e pronto”, como se usa dizer em bom vernáculo. Cabe este preâmbulo para justificar que a seleção que aqui é feita, no que toca à ´caracolada` em Lisboa e arredores, não chega em modo impositivo e, muito menos, está fechada. Nem o poderia estar, caracol é assunto de largo espectro à mesa do verão e, não raro, tropeçamos num novo pires, ainda desconhecido, em estabelecimento onde passa a valer a pena a paragem domingueira.

Uma seleção que inclui alguns incontornáveis nestas lides do petisco em torno do pequeno gastrópode.

Pomar de Alvalade

Não é só de caracol e caracoleta que vive a fama desta casa com mais de 30 anos no bairro lisboeta de Alvalade. Quem não pode ver no prato o gastrópode que faz, aqui, as delícias de verão até ao mês de agosto, sempre pode contar com um incontornável da casa, as moelas estufadas, acompanhadas de gambas.

No que toca ao caracol, saiba o leitor que lhe chega ao prato (bem fornecido), com preços a rondarem os 7,00 euros a dose. Caracoletas: 9,00 euros (300 g). Tem take away.

Morada: Rua Marquesa de Alorna, 21C, Alvalade, Lisboa.
Reservas: 21 849 7460

Breve roteiro em busca do pires de caracol perfeito em Lisboa e arredores

O Filho do Menino Júlio dos Caracóis

A casa remonta aos idos dos anos de 1950 e, tal como outras de natureza análoga, não descansa apenas nos caracóis os atributos à mesa. Pode juntar ao pires de caracolinho umas moelas à Júlio, uma salada de polvo, um pica-pau de porco, umas tiras de choco frito, uma navalheira, a gamba frita, que vai bem servido. No caso do caracol, saiba que lhe fica o pires por 3,50 euros e o prato nos 5,00 euros.

Morada: Rua Vale Formoso de Cima 140 - B Lisboa
Reservas: 218 596 160

Breve roteiro em busca do pires de caracol perfeito em Lisboa e arredores

Grã-Via

Por 6,00 euros saiba que vai encontrar uma travessa bem fornecida de caracóis. Acrescente-lhe o pão torrado, barrado com manteiga e orégãos – 2 pães – por 2,40 euros e junte-lhe a imperial. Depois, recoste-se na esplanada e deixe a cidade passar-lhe frente à vista. Casa de bom caracol, mas também com alguns petiscos a pedir uma picadela: chouriço assado na canoa, moelas estufadas, pica-pau. Quem procura uma refeição mais encorpada também a encontra a preços acessíveis.

Morada: Avenida da Igreja 65, Lisboa (Alvalade)
Reservas: 217 974 441

10 sítios onde comer caracóis em Lisboa

Ginjinha de Campolide

Duas advertências: de ginjinha só lhe fica o nome; a decoração honra as afeições clubísticas da casa, o Benfica. Contudo, seja de que clube for saiba que vai ser simpaticamente atendido, encontra bons preços, casa limpa e, o que também se quer, petiscos feitos com a confiança de quem anda há muito nestas lides. A travessa de caracóis orça os 5,00 euros. Uma refeição completa fica-lhe nos 7,00 euros. Aprecie os canivetes e as conquilhas e à Bulhão Pato.

Morada: Rua Dom Carlos de Mascarenhas, 11/13, Lisboa
Reservas: 213 880 850

A Tabuense

A casa tem mais de 30 anos e faz dos caracóis um dos trunfos dentro dos pires e travessas. Saiba que o prato de gastrópodes lhe fica nos 7,00 euros, a caracoleta orça os 9,50 euros a dose e, se o apetite incluir uma dose para levar para casa, paga 8,00 euros. Não desmereça as iscas nem o bife à Tabuense, assim como a açorda de marisco. Esta última, apenas por encomenda.

Morada: Avenida do Brasil 182, Lisboa
Reservas: 218 490 709

Breve roteiro em busca do pires de caracol perfeito em Lisboa e arredores

Apolo 78

Há quem não se canse de lhe tecer o mérito de ter os melhores caracóis de Portugal. No Apolo 78 o caracol chega à mesa deste estabelecimento confecionado à moda Saloia, o prato fica-lhe nos 5,50 euros, enquanto o pires orça os 4,50 euros. A caracoleta frita de bom calibre custa 7,50 euros a dose. Prove os caracóis à Bulhão Pato por 8,50 euros e espraie o apetite para as moelas estufadas (6,50 euros) e os túbaros simples (6,90 euros).

Morada: Rua de Dili 3, Loures
Reservas: 309 953324

Breve roteiro em busca do pires de caracol perfeito em Lisboa e arredores

Cervejaria Boa Esperança

Saladas de polvo, de ovas, de orelha, de búzio. Amêijoa, conquilha, gamba, camarão, percebes, canilha. Há mais nesta casa no coração do bairro de Benfica a que os petisqueiros chamarão um docinho. Gulodices que incluem, chegado o calor estival, os nossos tão lusos caracóis. Não se esqueça de pedir o pão torrado com dose extra de manteiga.

Morada: Avenida Gomes Pereira 3 A Loja, Benfica, Lisboa
Reservas: 217 142 341

O Hoquista

Chegado o verão, esta casa, de armas e bagagens assentes em Benfica, junta à lista das petiscadas, a dose de caracóis (4,00 euros). Tal como noutras casas, não há quem lhe negue os elogios e o epiteto dos “melhores caracóis portugueses”. Independentemente dos gostos recaírem para os gastrópodes, ou para as ameijoas, conquilhas ou pica-pau, o estabelecimento pede uma visita.

Morada: Estrada de Benfica, 405B, Lisboa
Reservas: 218 029 336

Breve roteiro em busca do pires de caracol perfeito em Lisboa e arredores

Adega do Rossio

Quem aprecia o caracol de sabor a puxar ao fogo nas papilas, o mesmo é dizer apimentado, tem nesta casa sem pretensões, mas de bom petisco, um porto seguro. Vai encontrar o caracol com o preço de 3,00 euros o pires e de 5,00 euros a travessa. Vai também ter um belo encontro com uma orelha de porco a 2,00 euros, umas iscas no prato a 2,30 euros, um pica-pau de vaca a 4,30 euros. Não será, como se vê, pelo preço que se escusa lançar o palitinho nestes petiscos.

Morada: Rua 1º de Dezembro, 3, Rossio, Lisboa
Reservas: 213 461 041

O Dias dos Caracóis

Um negócio familiar fundado por um dos pioneiros em Portugal na importação de caracol, Manuel Cerqueira Dias. A casa na Charneca de Caparica vende caracol cru e cozido. Vai, ainda, encontrar estabelecimentos em Vendas Novas, Foros de Amora, Torre da Marinha. De abril a outubro vai encontrar o caracol e a caracoleta à venda e prova, assim como um elenco de outros petiscos: saladas de orelha, de ovas e de polvo; moelas estufadas e um naipe bem encorpado de mariscos.

Morada: Praceta Tomás Lima, 4, Charneca de Caparica
Reservas:
212 255 497

Breve roteiro em busca do pires de caracol perfeito em Lisboa e arredores

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.