Por estes dias, em anos anteriores, Lisboa preparava com afinco a sua noite mais celebrada do ano, a de Santo António. Este 2020, as regras decorrentes da presente situação de calamidade motivada pela COVID-19, impõem regras de convívio e distanciamento social.

Desta forma, em plena quadra de santos populares, está em vigor na cidade de Lisboa um conjunto de normas “destinadas a evitar a realização de eventos ou o funcionamento de atividades, que possam originar largas concentrações de pessoas e colocar em causa o cumprimento das regras da Direção-Geral da Saúde, em matéria de distanciamento social”, informa o município.

Até 14 de junho (inclusive), domingo, para além da proibição de todos os arraiais, marchas e desfiles, “todos os estabelecimentos estão proibidos de instalar no espaço público novo mobiliário urbano, como cadeiras, mesas e equipamentos de confeção de alimentos, como grelhadores ou fogareiros. Está proibida a expansão da área de esplanada”.

Acresce que durante o período em que vigoram estas regras, “as lojas de conveniência fecham às 16h00, para só poderem abrir às 8h00 do dia seguinte. Os cafés, pastelarias e similares também vão ter horário especial. Fecham às 19h00 e só abrem às 8h00 do dia seguinte. Os restaurantes vão ter igualmente restrições no horário de funcionamento. Fecham o mais tardar às 24h00 e só podem abrir às 8h00 do dia seguinte”, de acordo com informação disponibilizada pelo município lisboeta.

Ainda no que respeita aos restaurantes, a redefinição de horários para o período em questão inclui as Casas de Fado que não vão poder deixar entrar clientes a partir das 23h00 e encerram às 24h00.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.