Abriu em Luanda um restaurante de cozinha portuguesa, chamado Vouzelense, onde se pode comer caldo verde com broa, petiscar presunto, ou barrar pão caseiro com queijo da serra. O Vouzelense, situado no antigo bairro Operário, nos arredores da capital angolana, integra uma pastelaria, uma cervejaria, uma adega e duas lojas.
A aposta empresarial tira partido das seculares relações entre
a gastronomia angolana e a mesa portuguesa. O restaurante foi aberto por Casimiro Quintas, um português que está há 10 anos na hotelaria angolana. O empresário esteve ligado à abertura em Luanda, a partir de
1992, de vários restaurantes e casas de prestígio como o restaurante
"Tambarino", a pastelaria "Bolo-Rei", o complexo hoteleiro da Empresa
Nacional de Diamantes de Angola (ENDIAMA) e o restaurante "Pims".
Agora o "Vouzelense" é uma nova aventura empresarial.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.