As novidades saudáveis com um twist tradicional dão o mote para uma “viagem” de elétrico pelos mais variados sabores no Largo da Academia Nacional de Belas Artes, em Lisboa. Pratos que vão desde o Couscous com cavala curada, laranja e hortelã ao Escabeche de cogumelos com batata-doce, passando pela Salada de cogolho, parmesão, presunto, frutos secos e fruta da época, entre outras sugestões.

Por seu turno, o menu do dia (prato + bebida a copo + café) orça os 8,50 euros.

O Elétrico Chamado Tágide foi a forma encontrada pelo Tágide alargar o espaço do restaurante para a rua e prestar homenagem ao elétrico 28, que todos os dias passa à porta do estabelecimento.

Um Eléctrico Chamado Tágide
créditos: Tágide/Ricardo Lopes

Um quiosque original, inaugurado no verão de 2017, que resultou de um desafio lançado por Suzana Barros de Brito, proprietária do Tágide, aos alunos da Academia Nacional de Belas Artes, com o intuito de criar a imagem da esplanada.

Um Elétrico Chamado Tágide

Largo da Academia Nacional de Belas Artes, Lisboa

Contacto: tel. 213 404 010

O ponto de partida seria a cidade de Lisboa e as Ninfas do Tejo, de Luís de Camões, num tema adaptado ao elétrico 28. A vencedora foi Catarina Serafim, na altura aluna finalista do curso de Design de Comunicação.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.