Franjas, lantejoulas, ombreiras, óculos grandes, camisolas largas, estampados, colares e brincos exagerados dominam a coleção de Alessandro para a primavera-verão 2018.

A ideia, segundo o estilista, é evitar "virar a página e falar obstinadamente de beleza e espetáculo".

Alguns looks vistos na passerelle são uma homenagem ao génio musical David Bowie.

Uma das peças, em tons de castanho, parecia uma antiga foto adornada com anéis extravagantes de vanguarda.

"É preciso coragem para andar para trás lentamente", reconhece o estilista.

A aposta de Alessandro foi recebida com aplausos por boa parte das celebridades presentes, entre elas a atriz mexicana Salma Hayek, cujo marido, Francois-Henri Pinault, é proprietário do grupo francês Kering, que comprou a marca Gucci.

Este foi o primeiro desfile da marca sem modelos masculinos ou femininos com menos de 16 anos ou excessivamente magros.

Os dois maiores impérios do setor de luxo e da moda francesa, LVMH e Kering, comprometeram-se a não contratar modelos com idades inferiores a 16 anos e não aceitarem nos catings mulheres de tamanho 32 e homens de tamanho 42.

Milão: entre arte e a moda

A edição da Semana da Moda de Milão inclui vários eventos e apresentações que vão para além da moda, como é o caso do Salão do Móvel, com público variado.

Segundo os números da Câmara do Comércio de Milão, 90% dos hotéis estão ocupados, o que corresponde a um lucro de 17 milhões de euros.

O tema da edição 2017 é a ecologia, o trabalho sustentável e bem valorizado, para além do apoio aos novos talentos, a quem foram concedidos espaços gratuitos para os desfiles.

Entre eles estão a Fábrica do Vapor, a Sala das Cariátides do Palácio Real e o Museu da Ciência e Tecnologia.

A estilista japonesa Atsushi Nakashima apresentou na quarta-feira uma coleção de cores vivas, com ponchos em tons de prata e muitos fechos brilhantes.

Para Nakashima, o fecho éclair representa uma melhoria da humanidade, porque unem em vez de dividirem em tempos tão incertos, disse.

Para além dos desfiles, o mundo da moda comunica-se com a cidade através das obras de arte e instalações com o tema "Festa da Criatividade".

Uma peça com várias máscaras pintadas cobre a fachada do palácio La Rinascente em homenagem à beleza, enquanto uma estrutura octogonal, no centro da Galeria Victorio Emanuel II, coberta com obras de mestres da história da arte, representa o talento.

As fachadas dos prédios da lendária rua de Milão, a Via Montenapoleone, foram transformadas em telas gigantes para narrar a história de tantos artesãos e artistas que marcaram a moda italiana ao longo dos anos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.