A escritora chilena Gabriela Mistral, a primeira latino-americana a receber o Prémio Nobel da Literatura, em 1945, é uma das mulheres que já foram homenageadas por Rafaela Marques Pinto e Joana Consiglieri. Foi ela que deu nome à carteira Gabriela. Mas também existe a Aurélia, a Eunice, a Benedita, a Josefa e a Amélia. As duas empresárias portuguesas nunca tinham trabalhado em moda mas criaram, em maio deste ano, uma marca de malas que procura ser uma ode à determinação feminina.

Fundada por uma artista plástica, professora, investigadora e crítica de arte e por uma arquiteta, designer, gestora de projetos e empreendedora, duas amigas de longa data, a Amaz'd desenha, produz e comercializa carteiras, peças únicas, recorrendo a processos de produção da manufatura tradicional. "A marca assume-se como internacional e cosmopolita. O nome é resultado do exercício de estilo da contração do vocábulo anglo-saxónico amazed, que significa surpreendido", revela Rafaela Marques Pinto.

"Pretende-se que o cliente seja surpreendido pelo requinte, pela exclusividade e pelos minuciosos detalhes. A assinatura que a acompanha, Art Studio, surgiu porque apresentamos peças a serem desfrutadas como obras de arte, apesar de serem objetos de consumo quotidiano", justifica Joana Consiglieri. Feitas à mão, as malas da Amaz'd são peças exclusivas. A primeira coleção, que pode ficar a conhecer na galeria de imagens que se segue, é composta por 40 carteiras, produzidas em cinco modelos distintos.

Moon, Envelope, Halfdrop, Magicbox e Waterdrop são os cinco modelos de malas que, depois, foram rebatizados com nomes de mulheres. E, tal como elas, também cada um deles tem a sua personalidade. "A escolha dos tecidos é criteriosa. Inspiradas na alfaiataria e no processo criativo do design de produto, têm por referência peças antigas, do estilo barroco ao contemporâneo, lembrando a ostentação setecentista da arquitetura e do mobiliário, da escultura, da talha e da pintura", esclarece Joana Consiglieri.

"No interior, o forro azul de cetim é a assinatura da marca e também o nosso cunho pessoal. O tecido, nobre e requintado, é resistente e tem um carácter único. A cor que escolhemos representa a sensibilidade indefinível, a cor sem limites", acrescenta ainda Rafaela Marques Pinto. O preço das malas, à venda na loja de comércio eletrónico disponível no site da marca, oscila, consoante o modelo, entre os 175 € e 250 €. "São exemplares únicos, para que cada mulher se sinta especial", refere a empresária.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.