De acordo com fonte oficial da iniciativa, em declarações à Lusa, a decisão de cancelar a 46.ª edição, que esteve sempre em cima da mesa, acabou por ser tomada hoje, com o acordo da Direção-Geral de Saúde (DGS), tendo em conta as medidas decretadas pelo Governo na quinta-feira e hoje.

Num comunicado entretanto divulgado, a direção do Portugal Fashion sublinha que a 46.ª edição, iniciada na quinta-feira e prevista para hoje e sábado, foi suspensa “por decisão conjunta das autoridades de saúde e da Direção do Portugal Fashion”.

“Isto significa que todos os desfiles e apresentações de moda do 2.º e 3.º dias do 46.º Portugal Fashion não se vão realizar por haver riscos para a saúde pública, conforme parecer técnico emitido hoje pelas entidades competentes. A recente evolução do surto do novo coronavírus em Portugal, que levou a um reforço das medidas de contenção da epidemia, justifica uma atitude mais restritiva em relação a eventos em recintos fechados”, lê-se no comunicado.

A direção da iniciativa salienta que “a suspensão dos desfiles não é motivada pela identificação de qualquer caso suspeito de infeção pelo novo coronavírus, no evento”.

“Trata-se, sim, de uma medida preventiva e ajustada à evolução da epidemia no país”, garante.

A 46.ª edição do Portugal Fashion teve início na quinta-feira à porta fechada, pela primeira vez em 25 anos, por causa da pandemia do novo coronavírus e a sua realização “esteve sempre dependente da evolução da epidemia e dos pareceres técnicos das autoridades de saúde”, com as quais a organização esteve “em contacto permanente”.

Nesta edição estavam a ser apresentadas as coleções para o próximo outono/inverno.

Na quinta-feira realizaram-se vários desfiles, entre os quais as de David Catalán, Susana Bettencourt e Maria Gambina.

Por recomendações da DGS relacionadas com a doença COVID-19, o Portugal Fashion tinha decidido inicialmente que o acesso aos desfiles seria restrito à "equipa de bastidores, 'staff' técnico do evento e aos profissionais da comunicação social portuguesa e influenciadores digitais credenciados para o efeito".

Por causa da epidemia de COVID-19, o Portugal Fashion que celebra este ano o seu 25.º aniversário, já tinha decidido cancelar o desfile de Luís Borges, "por se tratar de um formato que envolveria uma festa", com "várias pessoas num espaço mais restrito", e o desfile do ‘designer’ italiano Gilberto Calzolari, agendado para sábado, porque o criador e equipa são oriundos de Itália, país com transmissão comunitária ativa do surto de COVID-19.

O Portugal Fashion é um projeto da responsabilidade da Associação Nacional de Jovens Empresários, financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Compete 2020 - Programa Operacional da Competitividade e 3 Internacionalização, com fundos provenientes da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

O número de casos confirmados em Portugal de infeção pelo novo coronavírus, que causa a doença COVID-19, subiu hoje para 112, mais 34 do que os contabilizados na quinta-feira, e os casos suspeitos duplicaram para 1.308.

Dos 112 casos confirmados de COVID-19 em Portugal, 107 estão internados.

A região Norte continua a ter o maior número de casos confirmados, seguida da Grande Lisboa, cujo registo duplicou para 46, enquanto as regiões Centro e do Algarve têm cada uma seis casos confirmados. Além destas, há um caso assinalado pela DGS no estrangeiro.

Acompanhe aqui, ao minuto, todas as informações sobre o novo coronavírus em Portugal e no mundo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.