Anabela Baldaque foi um dos destaques deste segundo dia do Portugal Fashion, que se realizou no espaço CEIIA, mais propriamente no Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel.

A designer portuguesa apresentou a sua coleção para o próximo outono/inverno, que tem como tema 'A Vizinha'. Esta revela a liberdade que sentimos quando sonhamos, como um caminho aberto para irmos onde nos apetece. Daí os inúmeros argumentos de filmes e enredos de livros com personagens de mistério por esta ou aquela razão. A vizinha surge como uma figura próxima e distante, de qualquer história e de muitas outras histórias, que nos surpreende diariamente quando a vemos sair.

O segundo dia ficou também marcado, pela apresentação de Júlio Torcato, que iniciou este dia com a coleção 'Clan'. Esta é uma linha de vestuário feminino e masculino direcionada para homens e mulheres urbanos e contemporâneos. Trata-se da fusão entre a estética minimalista e clássica, a alta qualidade e forte identidade, dos materiais nobres e o detalhe, da melhor tradição da alfaiataria portuguesa, bem como da contemporaneidade.

De seguida foi a vez de Pedro Pedro, presentear o público com a sua coleção 'L'Etrangère'. Caracterizada pelo seu brutalismo, desleixo e proteção urbana, a linha surge como um manifesto anti-glam, como a roupa em forma de casulo e de liberdade para o corpo. Destaca-se as silhuetas agigantadas, as volumetrias generosas, os cortes assimétricos, as sobreposições de peças, assim como as bizarrias.

Hugo Costa surgiu com 'Metamorphosis', que mostra uma coleção dedicada à mutação e à maturidade, onde à medida que o tempo passa, o esforço para alcançar mais resultados aumenta e acaba por entranhar-se.

De seguida, surgiu Pé de Chumbo, que presentou o público com uma mistura entre jogos grossos de fios de lã e a delicadeza de rendilhados finos e transparentes, com contrastes de cor entre rosas e beges suaves até aos cinzas e pretos com pormenores de vermelho. Esta coleção revela ainda uma inspiração étnica, presente nas franjas e nas cores em patchwork.

Fátima Lopes foi a designer portuguesa escolhida, para encerrar este segundo dia de Portugal Fashion, que contou com um final em grande, visto que a designer desfilou ao lado das suas manequins.

Amanhã seguem-se as propostas de mais criadores nacionais, desta vez na Alfândega do Porto. Acompanhe tudo no nosso dossier especial 38º Edição do Portugal Fashion.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.