É uma coroa de flores ou metal, usada na cabeça, com ou sem o véu. Pode ser usada no meio da cabeça ou atrás.

Tudo depende do que combina com o seu rosto e se vai ou não levar véu. Tem simbologia de status. Quanto maior, mais riqueza. Mas deverá ser escolhida com cuidado para valorizar o rosto. Atenção: tem de combinar com os brincos!

Formatos
Coroa – de forma circular para usar no alto da cabeça.
Tiara – como um diadema que acompanha o movimento da cabeça, emoldurando o rosto.

Dicas para o rosto
Se o seu rosto for alongado, evite coroas em geral. Prefira grinaldas na testa em forma de V com cabelos presos e véu com volume lateral. As noivas de rosto quadrado devem preferir os arranjos no alto da cabeça. No caso de coroas, escolha uma de altura média, acompanhada de véu longo. Use grinaldas finas, de flores naturais ou tecido se a testa for estreita. Se a testa for longa, prefira as mais grossas e use os cabelos semi- apanhados.

Horário e local do casamento
Pela manhã até o final da tarde: Grinaldas mais leves e sem brilho: flores artificiais, pérolas... Principalmente se o local for aberto (jardim, praia...) Após às 18h30:
A noiva pode usar e abusar da sofisticação e do brilho, procurando combinar com o vestido e o tipo da cerimónia: formal, informal ou luxuoso.

Estilo e cor do vestido
O estilo do vestido da noiva também influencia na escolha da grinalda, assim como a cor.
Vestido branco - grinalda branca, prata ou dourada.
Vestido marfim - grinalda pérola ou dourada.

Estilo da noiva
Enfim, a grinalda deve combinar com rosto e com a personalidade da noiva.

Por Teresa Cotrim

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.