O Apollo consiste num aparelho de radiofrequência tripolar que estimula os tecidos através do aquecimento. Ao nível da derme promove a produção de fibras de colagénio, que vão diminuindo com a idade, estimulando assim a tonificação cutânea. Na hipoderme conduz ao aumento do metabolismo das células de gordura, que são segregadas para o sistema linfático e sanguíneo, promovendo a sua eliminação. Devido à sua tripla ação, permite tratar o rosto e o corpo.

Este tratamento, já disponível em Portugal há vários anos, regenera as fibras de colagénio, reduz a celulite e as adiposidades do abdómen, glúteos e pernas, bem como as rugas. Em média, são necessárias entre quatro a seis sessões, com uma duração de entre 15 a 20 minutos cada. Estudos levados a cabo pela entidade que fabrica o equipamento garantem que pode reduzir até oito centímetros nas coxas e nas ancas depois de oito tratamentos semanais.

O preço ronda, em média, os 150 € por sessão. Apesar das suas vantagens , o uso deste aparelho está, no entanto, contraindicado para jovens com menos de 18 anos e grávidas. Portadores de pacemaker e pessoas com problemas cardiovasculares, com doenças cutâneas ou com o sistema imunitário fragilizado também não o devem utilizar. Tirando essas situações, "este tratamento não apresenta perigo", garante o fabricante.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.