Os portugueses estão cada vez mais adeptos das cirurgias estéticas. Só em 2009 foram realizadas mais de 60 mil procedimentos. De acordo com a Society of Aesthetic Plastic Surgery, Portugal estava no 23º lugar no ranking dos países com mais cirurgias plásticas, uma tendência que tende a manter-se nos dias que correm. O cirurgião plástico, Hélder silvestre, afirma que «em Portugal, a cirurgia plástica e estética tem evoluído de forma considerável». «As pessoas já interiorizaram que as coisas correm bem e, por isso, procuram os cirurgiões plásticos com maior frequência», diz o especialista.

Mamoplastia de aumento, mastopexia com próteses, lipoescultura, abdominoplastia e rinoplastia são, segundo Hélder Silvestre, as cirurgias mais procuradas pelas mulheres portuguesas. Já os homens fazem rinoplastia, lipoaspiração e blefaroplastia, bem como facelifts. Fique agora a saber que resultados pode esperar de cada uma destas técnicas. Com a ajuda de Hélder Silvestre, damos-lhe a conhecer as diferentes etapas de cada procedimento cirúrgico:

- Mamoplastia de aumento

Como o nome indica, tem a finalidade de aumentar o tamanho dos seios através da aplicação de uma prótese de silicone. «Atualmente, existem mais de 200 tipos de próteses diferentes e é escolhida a que melhor se adapta à mulher e corresponde às expetativas. O que se pretende são resultados muito naturais, os exageros estão completamente fora de moda», afirma Hélder Silvestre. A incisão para a colocação da prótese pode ser feita na axila, na aréola ou no sulco inframamário e aquela pode ser inserida por baixo ou por cima do músculo.

O procedimento cirúrgico dura entre uma a duas horas e é realizado em ambulatório, sob anestesia local com sedação. No que se refere ao pós-operatório, a recuperação desta cirurgia é simples. A mulher deve vestir um soutien de desporto após a cirurgia e, nos primeiros dias, poderá sentir um ligeiro desconforto, devendo evitar movimentos bruscos.

- Mastopexia

Esta cirurgia tem como objetivo corrigir a flacidez do peito, a atrofia da glândula mamária e a perda de firmeza originadas pela passagem dos anos, amamentação, menopausa, exposição solar e oscilações de peso. Este procedimento reposiciona a mama e, para isso, é necessário recolocar o mamilo, remodelar a glândula mamária e eliminar o excesso de pele. Em alguns casos, «pode ser necessário colocar uma prótese para devolver o volume perdido», explica Hélder Silvestre.

O procedimento cirúrgico tem a duração de duas a três horas. Geralmente, realiza-se sob anestesia geral, contudo pode utilizar-se anestesia local com sedação. O pós-operatório não é muito dolorosa e a dor é facilmente controlada com analgésicos. Tal como na mamoplastia de aumento, as doentes podem sentir um ligeiro incómodo nos primeiros dias.

Veja na página seguinte: As maravilhas da lipoaspiração

- Lipoaspiração

É o sonho de muitas mulheres e homens. «Serve para retirar a gordura acumulada em determinadas regiões do organismo», explica o cirurgião plástico, que realça ainda que, muitas vezes, opta-se por «uma lipoescultura, a gordura retirada é colocada, durante a mesma cirurgia, onde é necessária para dar um contorno mais harmonioso ao corpo». Pode ser feita em várias áreas, entre as quais coxas, costas e abdómen. Realiza- se através de pequenas incisões, nas quais é inserida uma cânula que está ligada a um aparelho de vácuo que aspira a gordura.

O procedimento cirúrgico dura entre uma a quatro horas, dependendo da área a tratar e pode ser feita sob anestesia geral ou local com sedação. Quanto ao pós-operatório, na maioria dos casos, os pacientes podem voltar à sua rotina duas a três semanas após a cirurgia. Geralmente, é necessário usar vestuário de suporte ou uma cinta durante três a quatro semanas. Inchaço, nódoas negras e algumas dores são normais durante os primeiros tempos após a operação.

- Abdominoplastia

Visa a correção da parede abdominal devido ao excesso de gordura acumulada na zona da barriga ou excesso de pele após uma gravidez ou mesmo um emagrecimento acentuado. Requer uma incisão horizontal na zona entre o baixo-ventre e o umbigo. Para além de se eliminar a gordura acumulada, são corrigidos os músculos abdominais debilitados. O procedimento cirúrgico pode ser feito com anestesia local e sedativos ou com anestesia geral. Prolonga-se por duas a três horas.

Quanto ao pós-operatório, na generalidade dos casos, quem é submetido a uma abdominoplastia pode retomar a sua vida normal entre duas a quatro semanas após a realização da cirurgia. É comum sentir- se dormência, dor temporária e ter equimoses.

- Rinoplastia

Corrige as deformidades do nariz e «é a cirurgia plástica que exige mais arte, por ser feita interiormente. Em 99 por cento dos casos, não deixa cicatrizes visíveis», salienta Hélder Silvestre. É um procedimento muito procurado para diminuir ou aumentar o nariz, corrigir desvios ou alterar a forma e a posição da ponta. «É a cirurgia que mais muda a face das pessoas, porque o nariz é um elemento central no rosto», afirma o cirurgião plástico.

Este procedimento cirúrgico é feito através de anestesia geral e tem a duração de uma a duas horas. Quanto ao pós-operatório, «geralmente, a recuperação é rápida e nem sequer costumo prescrever analgésicos para as dores. Quando se tem de partir algum osso há uma equimose nos olhos durante cinco dias», explica o especialista. Uma a duas semanas após a cirurgia a pessoa pode voltar à sua rotina.

Veja na página seguinte: A cirurgia que retira gordura da pele dos olhos

- Blefaroplastia

Permite a correcção de deformidades das pálpebras, normalmente caracterizadas pelo aparecimento de bolsas de gordura tanto nas pálpebras inferiores como nas pálpebras superiores, resultantes do envelhecimento cutâneo e da perda de plasticidade. Esta cirurgia retira gordura, pele e músculo. O procedimento cirúrgico dura entre uma a três horas e é realizada sob anestesia local e sedação. Quanto ao pós-operatório, nos primeiros dias, poderão sentir-se algumas dores (que podem ser colmatadas com analgésicos), inchaços e os olhos podem apresentar secura. A recuperação demora entre uma semana a dez dias.

- Facelift

Tem como objetivo melhorar a imagem da face, eliminando os sinais de envelhecimento cutâneo, tais como rugas, sulcos, falta de firmeza e papos. «Os resultados são muitíssimo bons e as pessoas recorrem ao facelift para combater os estigmas da idade. No facelift, a minha paciente mais nova tinha 38 anos, enquanto a mais velha tinha 82, ou seja, não operamos idades, mas sim faces», realça o especialista. Nesta cirurgia, remove-se o excesso de gordura, esticam-se os músculos e readapta-se a pele.

O procedimento cirúrgico tem uma duração entre três a quatro horas e pode ser realizado através de anestesia geral ou local com sedação. No que se refere ao pós-operatório, o regresso ao trabalho dá-se entre 10 a 15 dias após a intervenção, ao fim dos quais já terão desaparecido equimoses e inchaços. A exposição solar está contraindicada e deve-se usar sempre protetor solar.

Texto: Rita Caetano com Hélder Silvestre (cirurgião plástico)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.