Uma pele lisa e firme é um sonho da maioria das mulheres.

Por isso não é de estranhar que se procure incessantemente descobrir métodos cada vez mais eficazes para acabar com as rugas e a flacidez.

Ora uma nova máquina de laser está a revolucionar os tratamentos dermatológicos nos Estados Unidos.

Chama-se Titan e tem feito sucesso entre as estrelas de Hollywood. A poderosa Oprah Winfrey e as famosas actrizes Sandra Bullock e Anette Bening são algumas das suas fãs. De acordo com a revista Veja, há inclusivamente quem se submeta a uma sessão de Titan antes das badaladas festas, apenas para aparecer com uma pele mais lisa e replandescente, um efeito que só após três sessões passa a ser duradouro.

Como funciona

Usado no rosto, pescoço, braços e abdómen, este laser tem tido resultados muito positivos, sendo mesmo considerado uma alternativa ao lifting ou a outros procedimentos cirúrgicos. O Titan estimula, através de uma luz infravermelha, a regeneração e a formação de colagénio, a fibra que sustenta a pele e que, com o passar dos anos, se vai tornando mais fraca e escassa.

O calor provocado por essa luz atravessa a epiderme, sem a queimar, e atinge a derme, onde aquece a água onde estão mergulhadas as fibras de colagénio e os fibroblastos, as células responsáveis pela sua produção. O resultado é não só a regeneração do colagénio existente, mas também a estimulação dos fibroblastos que assim produzem maiores quantidades daquela proteína.

Indolor e eficaz

A pele fica rejuvenescida desde a primeira sessão, mas para que os resultados sejam mais eficazes e duradouros aconselham-se três sessões, com um mês de intervalo entre cada. Depois disso, deve-se fazer uma manutenção anual.

As sessões duram 30 minutos e são indolores, sentindo-se apenas calor na zona que está a ser tratada. Depois do tratamento, o único sinal da passagem do Titan é uma ligeira vermelhidão.

Esta máquina, já disponível nos Estados Unidos, Brasil e Canadá, está indicada para tratar todos os tipos de pele, no entanto, o tratamento deve ser sempre feito por um dermatologista e sob o aconselhamento deste.

Tratamento dispendioso

Esta técnica ainda não chegou a Portugal, mas os seus efeitos milagrosos já são conhecidos no nosso País. «Efectivamente, o laser Titan, assim como o laser de plasma e os lasers fraccionados têm sido muito falados nos últimos congressos de Dermatologia e parecem ser promissores», afirma Manuela Cochito, dermatologista.

No entanto, «ainda são lasers cujos consumíveis são de elevado custo, o que condiciona os tratamentos a preços muito elevados, não tendo, no entanto, resultados muito superiores aos métodos já utilizados, como a radiofrequência», exemplifica a dermatologista. Nos Estados Unidos, uma sessão de Titan custa entre 400 a 1500 euros, dependendo da área tratada.


Veja na página seguinte: Como o laser Titan actua na pele

A mecânica do laser Titan

Veja como funciona:

A luz infravermelha atravessa a epiderme e atinge a derme, aquecendo a água, onde estão mergulhadas as fibras de colagénio e os fibroblastos.

O calor daí resultante causa uma contracção imediata do colagénio, que é assim regenerado.

Em simultâneo, os fibroblastos são estimulados a produzir mais fibras de colagénio.

Sabia que...
O Titan pode ser usado como um complemento de aclaramento e rejuvenescimento após um peeling.

Texto: Rita Caetano com Manuela Cochito (dermatologista)

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.