Não existe nenhuma celebridade que não as tenha experimentado, e o melhor é que servem não só para alongar o cabelo como para dar espessura e volume ou para criar jogos de cor sem necessidade de pintar. As extensões ideais são de cabelo natural. É importante que se trate de cabelo virgem e que todos os fios estejam colocados no mesmo sentido. Faça, depois, uma manutenção a cada três ou quatro semanas para que o cabeleireiro reponha as madeixas que se tenham soltado, uma situação frequente nas primeiras semanas. Estes são outros dos cuidados posteriores a ter:

- Lave o cabelo com um champô neutro e suave, que não emaranhe as raízes.

- Penteie-se em duas partes (raíz e extensão), segurando no cabelo para evitar puxões.

- Cuide-as com produtos nutritivos e hidratantes, mas apenas no comprimento, uma vez que os lípidos e silicones podem deteriorar os pontos de união. As extensões retiram-se após cinco meses, no máximo.

Retirar as extensões custa metade do preço de colocação, apesar de algumas empresas já incluírem esta fase. Assim, se quiser, pode colocar umas novas. Para isso, pode recorrer a uma série de métodos. Os mais usados são:

- Trançadas (trança brasileira)

Fazem-se umas tranças horizontais, perto da cabeça, às quais se entrançam as extensões. O processo demora seis a sete horas e as suas vantagens são a naturalidade, não estragarem o cabelo e o facto de acompanharem o seu crescimento. Estas extensões duram tanto tempo quanto aquele que demora o cabelo a crescer: cerca de quatro meses. Esta manutenção é imprescindível para que o cabelo não se comece a partir. O preço pode ir dos 600 € aos 1.200 €, tudo depende do local onde as fizer e das extensões utilizadas. Por vezes, a marca também se paga!

Cosidas (Tissagem)

A tissagem é um sistema em que são cosidas cortinas de cabelo ao cabelo original. O tempo de colocação é de cerca de três horas e duram cerca de dois meses. Apesar do preço ser aliciante e bastante razoável, têm um senão. O couro cabeludo não consegue respirar correctamente. Preços a partir de 150 €.

Com micro-cilindros

Estas peças, feitas em materiais resistentes e fáceis de camuflar, consistem em pequenos cilindros, de apenas 5 mm, que se fixam perto da raiz. Existem três tipos de cilindros. Os metálicos, metálicos com silicone no interior para evitar que a fricção quebre o cabelo, e em plástico (semelhantes à queratina). Virtualmente desconhecidos em Portugal, são uma das soluções mais procuradas nos Estados Unidos da América, devido ao conforto e leveza que proporcionam. Duram entre três a cinco meses. Preços a partir de 350 €.

Veja na página seguinte: Procedimento de queratina com calor 

- De queratina com calor

O processo é simples: as próprias extensões, em forma de madeixas finas, incorporam numa das pontas uma gota de adesivo de queratina (a mesma proteína que compõe o cabelo), depois, através de uma pinça especial que gera calor, a queratina derrete e a madeixa fica completamente fixa no cabelo. O resultado é natural e as extensões duram de três a seis meses. Demoram cerca de 4 horas ou mais a ser colocadas, uma vez que as madeixas são colocadas uma a uma. Preços a partir dos 5 € por unidade.

Sistemas de queratina a frio

São os métodos mais avançados. Obtêm pontos de união planos, muito mais discretos, e poupam tempo: as extensões fundidas por vibrações ultra-sónicas, por exemplo, são 30% mais rápidas. O mais recente é o sistema Air Pressure, desenvolvido pela Great Lengths, em que as madeixas são colocadas de 10 em 10. Em apenas uma hora é possível fazer a cabeça inteira. Imperceptíveis à vista e ao tato, duram entre quatro a seis meses. Preços médio entre os 4 € e os 6 € a unidade.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.