É isto que acontece quando se pretende educar de forma criativa e original. Em parceria com a Associação Americana de Ansiedade e Depressão, Jennifer Garcia e Jiavi Wang criaram o projeto “Gender Baby Food” que funciona como uma campanha anti-estereótipos. O seu objetivo é chamar a atenção para o problema dos estereótipos de género e relembrar os pais dos seus perigos.

“Por vezes não reparamos, mas há certas coisas que dizemos e que acabam por reforçar os estereótipos de género nas crianças”, refere Wang. “Quando dizemos a uma menina que ele deve ser bonita ou elegante, ou a um menino que deve ser forte, estamos a pintar um retrato daquilo que significa ser ‘masculino’ e ‘feminino’. E quando uma criança não emula estes traços do seu género, especialmente em ambientes sociais como é a escola, elas começam a sentir que não correspondem às expectativas.”

Com esta campanha Jennifer e Jaivi pedem aos pais que, na função de educadores, abram a sua mente para as diferenças que existem em sociedade e percebem que nem todas as crianças são iguais. Para além disso pretendem relembrar dos riscos que este tipo de mentalidade pode ter na saúde da criança, como é o caso de ansiedade e depressão.

“Nós escolhemos aquilo com que ‘alimentamos’ os nossos filhos”, explica Wang. “E podemos oferecer-lhes abertura e discussão em vez das noções rígidas e estereotipadas que a sociedade nos impõe. Ao mudarmos a mentalidade sobre as normas de género, podemos eventualmente moldar uma sociedade diferente: que permite que as crianças cresçam livres de expetativas relacionados com o género”, remata.

Veja aqui a algumas das imagens da campanha.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.