A startup está a abalar o setor de viagens como a primeira plataforma de férias sem crianças, onde encontra hotéis, resorts, restaurantes, cruzeiros, passeios e atividades apenas para adultos.

Lançada este verão em São Francisco, EUA, pela atrevida empresária parisiense Mariam Bulin-Diarra, o conceito surgiu depois da fundadora ter sido anfitriã de um casal através da Airbnb no Canadá.

Pais orgulhosos de três meninos e que estavam a comemorar 10 anos de casamento, Mariam disse que "por causa das obrigações familiares e dos empregos exigentes, o casal não tivera a oportunidade de ter tempo de qualidade juntos. Esperaram até que as crianças tivessem idade suficiente para ficar com os avós e ter umas merecidas férias para reacender a chama. O casal queria era se divertir e não ser pai e mãe durante 10 dias". E foi assim que a Tempted nasceu.

Se os pais adoram o conceito, também atrai viajantes que procuram viagens de aventura, resorts com tudo incluído e aqueles que querem um jantar tranquilo num restaurante, livre de crianças.

A plataforma já é um sucesso na Europa especialmente em Itália, depois de um artigo na Vanity Fair italiana. Outros meios de comunicação, como Lonely Planet e The Telegraph, consideram a Tempted como uma empresa de viagens pioneira.

E devido à sua crescente popularidade, a sua fundadora e CEO, Mariam Bulin-Diarra, foi convidada a apresentar, pela primeira vez, o seu provocador conceito de "no-kids allowed vacation" no palco de conferências da Web Summit em Lisboa, em novembro passado, onde mais de 70.000 visitantes participaram no evento.

A Tempted oferece milhares de experiências de viagem selecionadas e hotéis no mundo inteiro dedicados a adultos através de parceiros de negócios como Booking.com, TripAdvisor, Get Your Guide e Viator.

Até ao verão de 2020, a startup pretende triplicar o seu inventário, aumentar a sua rede de parceiros e permitir que os anfitriões do Airbnb, VRBO e HomeAway listem as suas acomodações e atividades.

Em relação aos concorrentes, a CEO diz: "Não os vemos como concorrentes, mas mais como futuros parceiros". Acrescentou ainda que "por causa das políticas de não discriminação, a maioria das operadoras de turismo não possui categorias de não-filhos ou somente para adultos. Portanto, somos uma solução complementar para ajudá-los".

Nos próximos meses, o objetivo da equipa da Tempted é desenvolver uma aplicação móvel para dispositivos Android e IOS e soluções de reservas online para pequenas operadoras de turismo e hotéis em países emergentes.

A equipa também está a explorar a integração de uma solução de inteligência artificial para fornecer recomendações personalizadas aos utilizadores com base em inteligência emocional, interesses, comportamento de compra e localização geográfica.

Tempted
As 8 tentações da startup de viagens créditos: Tempted

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.