Entre 30 a 40 mil emails foram enviados à troika que está a negociar a ajuda financeira a Portugal pelos pais de alunos das escolas do ensino particular contra os cortes no financiamento, revelou hoje o movimento S.O.S. Educação.
“Até ao momento já foram enviados entre 30 mil a 40 mil mensagens e queremos atingir as 100 mil”, afirmou em comunicado Luís Marinho, do S.O.S. Educação. Nos emails enviados, os pais dos alunos das escolas de ensino particular, sensibilizam a troika (que integra o Fundo Monetário Internacional, a Comissão Europeia e o Banco Central Europeu) para a necessidade de haver no país “liberdade de escolha da escola e a manutenção destas instituições para bem dos níveis de eficiência do ensino”.
Os pais afirmam que as escolas do ensino particular e cooperativo saem mil euros por ano mais baratas por aluno do que as escolas do Estado, para justificar a necessidade de se manterem com maiores níveis de financiamento pelo Ministério da Educação.
Os pais chamam a atenção que a medida traz “instabilidade” às escolas e conduz alguns ao “encerramento já no próximo ano lectivo”.
O Governo vai deixar de financiar um total de 256 turmas de escolas do ensino particular ao abrigo dos contratos de associação, mais 42 do que o proposto no estudo da rede divulgado em Fevereiro.
A partir do próximo ano lectivo os contratos de associação com as escolas particulares são celebrados por um período de cinco anos, até nova avaliação das necessidades da rede pública.
Fonte: Lusa
3 de Maio de 2011

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.