Tanto nervosismo pode ser, afinal, o motor da transformação dos homens em grandes pais, de acordo com a ciência. Cada vez mais pesquisas indicam que os homens também experimentam alterações hormonais com o nascimento de uma criança e que esse fenómeno pode afetar a sua parentalidade.

O estudo mais recente feito nesta área, da Universidade de Notre Dame (França), descobriu que a “hormona do stress” surge frequentemente nos novos pais, e a resposta deles pode antecipar a forma como se vão relacionar com os filhos.

Claro que a paternidade é de alguma forma assustadora: trazer um bebé ao mundo significa tornar-se plenamente responsável por outra vida: alimentar, ensinar, apoiar financeiramente, investir tempo e amar.

Sabe-se que os níveis de estrogénio das mulheres aumentam drasticamente durante a gravidez, podendo levar bastante tempo para que as suas hormonas se reequilibrem depois de dar à luz. Mas nos últimos anos alguns estudos mostraram que os homens também registam alterações hormonais aquando da chegada do bebé, podendo até sentir algo semelhante a uma depressão pós-parto.

Quando está sob stress, o corpo liberta cortisol, a hormona que ajuda o sistema reativo a atingir níveis mais elevados. Esta pode ainda promover alguns fenómenos menos simpáticos, como a ansiedade e a agressividade, mas dá grande forma ao estado de vigilância, muito útil quando se tem crianças.

De acordo com o estudo da Universidade de Notre Dame, publicado originalmente na revista Hormones and Behavior, o aumento dos níveis de cortisol nos pais, que seguram o seu bebé pela primeira vez, pode significar que eles estão prontos para dar o seu melhor.

Para saber mais:
https://www.dailymail.co.uk/health/article-6241401/Men-stress-hormones-surge-hold-newborns-caring-Dads.html

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.