Música pop para embalar é a nova mania das mães modernas. Esta é a principal conclusão de uma sondagem realizada pelo site britânico www.babycenter.com, que envolveu cerca de 2.000 mães. Esse inquérito revelou que dois terços das inquiridas confessou usar canções pop para adormecer o seu bebé. Para 13 por cento das mães, as tradicionais canções de embalar são muito antiquadas e dez por cento admite mesmo não se recordar das letras.

Segundo os especialistas, a música pop pode ser uma opção, embora nem todas as canções sejam indicadas para acalmar o bebé. No top das músicas mais usadas para embalar figuram artistas como Robbie Williams («Angels»), James Blunt («You’re Beautiful») ou Kate Perry («I kissed a girl»). Um outro estudo, publicado na Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS), o jornal científico da National Academy of Sciences, nos EUA, também elogia esta arte.

Os especialistas que o levaram a cabo asseguram que submeter os bebés a um período entre 12 a 15 minutos por dia, com um volume de som moderado a baixo, melhora a capacidade cognitiva dos mais pequenos. Os padrões rítmicos das melodias favorecem o processo de deteção de sons, melhorando posteriormente a apreensão da linguagem oral. Investigadores da Universidade de Washington, nos EUA, descobriram que os bebés de nove meses são particularmente atentos.

Os especialistas garantem que, nesta fase, o cérebro infantil já processa notas musicais e novos sons orais. «Os mais pequenos aprendem a reconhecer padrões de atividade e começam a tentar antecipar o que poderá acontecer a seguir», refere Patricia Kuhl, uma das coautoras do estudo. Uma outra investigação revela que a geração atual dos millennials ouve mais música do que a dos baby boomers, acima dos 55 anos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.