À medida que se aproxima o final do ano letivo, e a tão temida época de exames e eventual candidatura à universidade, o Museu do Oriente procura contribuir para um melhor rendimento dos estudantes com uma sessão, no domingo, 26 de maio, entre as 10h00 e as 13h00, que ensina técnicas orientais, como o Feng Shui e a Meditação, para que os jovens consigam tirar maior partido do seu esforço, tempo e espaço.

Embora passem muitas horas a estudar, por vezes os resultados dos alunos não são os esperados. As razões são múltiplas e passam pelo excesso de distracções a que estão sujeitos, por locais de estudo pouco adequados e por inúmeras unidades curriculares e actividades a que devem dar resposta em paralelo.

Este seminário foca-se na apresentação de estudos de caso práticos para ensinar a estruturar o plano de estudo, através da focalização da mente, da organização do tempo e da gestão do espaço. Tudo isto sem necessidade de abdicar das tecnologias e dos jogos online, porque há tempo para tudo e espaço para cada coisa.

O encontro é orientado por Paulo Marques, doutorado em Engenharia Eletrotécnica e Investigador na Área das Telecomunicações, com uma extensa experiência no ensino, motivação e orientação de jovens adultos como professor do Ensino Superior. Há vários anos que se interessa pelas metodologias orientais, para focalização da mente e para a harmonização do espaço, procurando dessa forma complementar o conhecimento científico do Ocidente com o saber milenar do Oriente.

A sessão "Técnicas orientais aplicadas ao sucesso escolar - Preparação para os exames" terá lugar no dia 26 de maio, entre as 10h00 e as 13h00. Dirige-se a jovens dos 16 aos 20 anos, e tem um custo de 25 euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.