Segundo estudo envidado pela Universidade do Sul da Dinamarca foram analisados 6.548 participantes de estudos anteriores dinamarqueses ou nórdicos sobre a stresse pós traumático (TEPT) tendo-se apurado que as mulheres são mais vulneráveis ao mal entre os 51 e os 55 anos, ao contrário dos homens que correm um risco maior com este problema entre os 41 e 45 anos .
O TEPT é um transtorno psicológico que é consequência da exposição a um acontecimento traumático que envolve dano físico ou emocional e esta reacção pode ocorrer muito tempo depois do trauma em si.
Segundo estes pesquisadores, o género é um factor importante na medida em que as mulheres reagem de forma diferente dos homens, "por isto as diferenças no desenvolvimento da conduta ao longo da vida podem influenciar na forma como respondem às exposições aos traumas".
Segundo outros estudos sobre esta matéria , as mulheres estão menos expostas a eventos potencialmente traumáticos, mas quando estão, a sua incidência duplica em relação aos homens.
26 de Julho de 2010
Veja ainda:
Imigração coloca desafios à educação
Actividades extra curriculares
Crianças criativas?
Prepare a sua casa para a curiosidade do bebé
Mamãs... Todas diferentes

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.